PUBLICIDADE

Política

Datafolha aponta que 34% afirmam que nunca votariam em Boulos; rejeição de Nunes é de 26%

Pré-candidatos à prefeitura de São Paulo do PSOL lidera rejeição; atual prefeito manteve índice

11 mar 2024 - 08h27
(atualizado às 09h22)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
No mais recente levantamento do Datafolha, a maior rejeição foi Guilherme Boulos (34%) e Ricardo Nunes (26%), empatados em três cenários. Kim Kataguiri (32%) e Altino (27%) completam os mais rejeitados. Os menos rejeitados foram Tabata Amaral (19%) e Marina Helena (18%).
O pré-candidato do PSOL, Guilherme Boulos, lidera rejeição. Atual prefeito, Ricardo Nunes, manteve índice de 26%
O pré-candidato do PSOL, Guilherme Boulos, lidera rejeição. Atual prefeito, Ricardo Nunes, manteve índice de 26%
Foto: Montagem: ANDRé RIBEIRO/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDO e ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

O pré-candidato à prefeitura de São Paulo Guilherme Boulos (PSOL) é o líder em rejeição, com 34% dos eleitores dizendo que não votariam nele de forma alguma. Em contrapartida, o atual prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), tem 26% de rejeição, de acordo com números divulgados pela pesquisa Datafolha nesta segunda-feira, 11. Os dois candidatos lideram empatados em três cenários diferentes.

Ainda de acordo com o Datafolha, Kim Kataguiri (União Brasil) fica em segundo lugar entre os mais rejeitados pelos eleitores, com 32%. Ele é seguido por Altino (PSTU), com 27% de rejeição.

As menos rejeitadas são Tabata Amaral (PSB), com 19%, e Marina Helena (Novo), com 18%. Entre os eleitores ouvidos pela pesquisa, 7% dizem que rejeitam todos os candidatos, e outros 2% não rejeitam nenhum. Outros 7% não souberam responder.

Para realizar a pesquisa, foram ouvidos 1.090 eleitores em São Paulo, entre os dias 7 e 8 de março. Segundo o Datafolha, a margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou menos. A pesquisa está registrada na Justiça Eleitoral sob o protocolo SP-08862/2024.

Em agosto de 2023, foi realizada uma outra pesquisa, mas de acordo com o Datafolha, as duas não podem ser comparadas, uma vez que os concorrentes já não são mais os mesmos. Boulos foi o único pré-candidato cuja rejeição oscilou para cima na margem de erro. Na última pesquisa, 29% diziam que não votariam em Boulos de jeito nenhum. 

Na época, o líder em rejeição foi Kim Kataguiri, com 35%. Nunes manteve sua rejeição em 26% desde a última pesquisa. Tabata tinha 23% de rejeição.

Taxa de conhecimento dos eleitores 

O índice de rejeição dos candidatos está relacionado à taxa de conhecimento dos eleitores. Boulos e Nunes têm mais dificuldade para mudar a própria imagem, e por isso são conhecidos por 83% e 85% dos entrevistados, respectivamente.

As candidatas menos conhecidas são Marina Helena, com 46%, e Tabata, com 53%, que também são as menos rejeitadas. Kim tem 33% e Altino 24% de nível de conhecimento, os números mais baixos, mas estão entre os mais rejeitados pelos eleitores.

A campanha eleitoral começa oficialmente em agosto, e o primeiro turno das eleições está marcado para o dia 6 de outubro.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade