PUBLICIDADE

"Curado e pronto para o trabalho", diz médico de Bolsonaro 

Em entrevista coletiva ao lado do presidente da República, cirurgião falou sobre a internação do chefe do Executivo

5 jan 2022 - 10h26
(atualizado às 11h51)
Ver comentários
Coletiva de imprensa de Jair Bolsonaro e equipe médica após alta hospitalar
Coletiva de imprensa de Jair Bolsonaro e equipe médica após alta hospitalar
Foto: ALOISIO MAURICIO/FOTOARENA / Estadão

O médico-cirurgião Antônio Luiz Macedo, que atendeu o presidente Jair Bolsonaro (PL) durante internação por obstrução intestinal nesta semana, concedeu entrevista em coletiva de imprensa nesta quarta-feira, 5, e, ao lado do presidente, explicou o ocorrido e o atual quadro de saúde do chefe do Executivo.

"O presidente sofreu um atentado anos atrás [em 2018], uma facada, que originou uma cirurgia muito bem feita pelos profissionais que o atenderam [na Santa Casa] em Juiz de Fora, mas depois disso ele teve uma peritonite em setembro, dias após o acidente, e isso gerou uma grande quantidade de reação imunológica no abdômen dele e, embora esteja tudo bem com ele, essas aderências possibilitam quadro de obstrução intestinal", explicou. 

O médico estava de férias nas Bahamas quando o presidente foi internado. Ele retornou às pressas para o Brasil, indo direto para o hospital Vila Nova Star, em São Paulo, para avaliar o quadro. Em boletim médico divulgado na terça-feira, 4, Macedo e sua equipe descartaram a possibilidade de cirurgia para o caso.

"Normalmente esses quadros nós não operamos direto", acrescentou Macedo. "Nós colocamos a sonda nasogástrica, que desobstruiu o intestino e, como o presidente tem a saúde boa, ele se recupera rapidamente. Tanto que no dia que eu cheguei [ao hospital] o intestino já estava começando a funcionar".

"Agora ele está normal. Fará uma dieta especial durante uma semana, apenas caminhadas e sem exercícios intensos. Está curado e pronto para o trabalho", pontuou Macedo.

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade