1 evento ao vivo

Embratur: Bolsonaro anula nomeação e escolhe novo presidente

Presidente da República desistiu do executivo Paulo Roberto de Oliveira Senise; empresário Gilson Machado Guimarães Neto vai comandar órgão

21 mai 2019
08h12
atualizado às 08h19
  • separator
  • 0
  • comentários

O presidente Jair Bolsonaro desistiu do executivo Paulo Roberto de Oliveira Senise para presidir o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) e nomeou para o comando do órgão o empresário Gilson Machado Guimarães Neto, que chefiava a Secretaria de Ecoturismo do Ministério do Meio Ambiente.

Bolsonaro em Dallas, nos EUA, onde recebeu um prêmio de personalidade do ano.
Bolsonaro em Dallas, nos EUA, onde recebeu um prêmio de personalidade do ano.
Foto: Marcos Correa/Presidência da República - 16/5/2019 / Estadão Conteúdo

Guimarães Neto é empresário do setor de turismo nas cidades de São Miguel dos Milagres (AL) e Porto de Galinhas (PE). A nomeação do novo titular está publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira, 21.

O documento traz ainda decreto presidencial que torna sem efeito a nomeação de Paulo Senise como presidente da Embratur. Executivo formado em Hotelaria, Senise já foi presidente da Companhia de Turismo do Estado do Rio de Janeiro (TurisRio) e sua nomeação para a Embratur havia sido formalizada no último dia 10. Ele tinha sido escolhido para substituir a ex-deputada Teté Bezerra (MDB-MT), que pediu demissão no fim de março.

A Embratur é um órgão da estrutura do Ministério do Turismo, comandado pelo ministro Marcelo Henrique Teixeira Dias, que é conhecido como Marcelo Álvaro Antônio e filiado ao PSL, mesmo partido de Bolsonaro. O motivo da anulação da nomeação de Paulo Senise não foi informado na publicação.

Veja também:

 

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade