0

Presos confessam assassinato de dentista em São Bernardo do Campo

Três suspeitos foram presos em SP; um quarto homem segue foragido

27 abr 2013
16h13
atualizado às 17h30
  • separator
  • comentários

Os três homens presos por suspeita de terem assassinado a dentista Cinthya Magaly Moutinho de Souza, 47 anos, em São Bernardo do Campo (SP), confessaram o crime, de acordo com Luiz Maurício Blazeck, delegado-geral da Polícia Civil. O quarto suspeito, Tiago de Jesus Ferreira, continua foragido, informou o delegado em uma coletiva na tarde deste sábado. O motivo do crime foi confirmado como latrocínio: os criminosos atearam fogo em Cinthya porque ela só tinha R$ 30 na conta.

"Não existem dúvidas quanto à prática (desse crime) e sua autoria", afirmou Blazeck. O delegado-geral da Polícia Civil pediu ajuda da imprensa e da sociedade para encontrar o último suspeito, único que não foi detido na madrugada de hoje. A polícia não acredita que haja outros envolvidos.

Os suspeitos foram presos junto com dois adolescentes nas imediações de uma favela em Diadema. Todos os cinco foram levados à sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em São Paulo, na manhã deste sábado. Entre os detidos, está Jonathas Cassiano Araújo, 21 anos, que foi reconhecido pela mãe em imagens de câmeras de segurança sacando dinheiro da conta da dentista.

SP: familiares e amigos se despedem de dentista morta em assalto

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade