0

Polícia identifica 2 suspeitos de matar dentista queimada em SP

Mãe de Cinthya Magaly Moutinho de Souza diz que filha cuidava da família: 'tiraram meu braço, minhas pernas, tudo'

26 abr 2013
14h22
atualizado às 14h46
  • separator
  • 0
  • comentários

A Polícia Civil de São Paulo identificou nesta sexta-feira dois suspeitos de terem matado uma dentista queimada após um assalto, em São Bernardo do Campo (SP) - um deles é Jonathan Cassiano Araújo, 21 anos, e o outro foi identificado apenas como Roberto. Cinthya Magaly Moutinho de Souza, 47 anos, foi assassinada no consultório onde trabalhava, no bairro Anchieta, por volta das 12h30 de ontem, depois que três homens invadiram o local e anunciaram o roubo. Eles jogaram álcool e atearam fogo à mulher após se irritarem por ela ter pouco dinheiro na conta, cerca de R$ 30. As informações são do SP TV, da Rede Globo.

<p>Mãe e pai da dentista chegam ao velório, no cemitério de vila Euclides, em São Bernardo do Campo</p>
Mãe e pai da dentista chegam ao velório, no cemitério de vila Euclides, em São Bernardo do Campo
Foto: Fernando Borges / Terra

Os investigadores identificaram Jonathan através de imagens de câmeras de segurança e encontraram a mãe dele, que prestou depoimento e disse que o filho havia pegado o carro dela emprestado na quinta-feira. O suspeito segue foragido. Durante a madrugada, a polícia deteve um adolescente que é suspeito de ter participado do crime, mas ele foi liberado por falta de provas. A polícia acredita que há um quarto criminoso envolvido no crime, que teria ficado dentro do veículo durante o assalto. Na manhã desta sexta-feira, o corpo de Cinthya foi velado no cemitério de vila Euclides, na avenida Redenção, e sepultado às 13h. A mãe da dentista, Risoleide Moutinho de Souza, disse que a filha cuidava de toda a família. "Ela estava tomando conta de todo mundo: tomando conta da mãe, do pai, ela assumia tudo. (...) Tiraram meu braço, minhas pernas, tudo. Acabou com a família. Ela cuidava também da minha filha, que é especial. Ela quase tinha ela como filha", afirmou.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade