1 evento ao vivo

PF: não há indício de envolvimento de deputado com cocaína em helicóptero

28 nov 2013
10h41
atualizado às 11h40
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O delegado da Polícia Federal Leonardo Damasceno afirmou nesta quinta-feira que não há indício de envolvimento do deputado estadual Gustavo Perrella (SDD-MG) com o transporte de cocaína que era realizado em um helicóptero de uma empresa do parlamentar. "Não há, pelo menos até este momento, nenhum indício de envolvimento dos donos da aeronave com o transporte cometido pelo piloto", disse o delegado Damasceno, titular da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) da Superintendência da PF no Espírito Santo.

<p>O helicóptero foi apreendido com mais de 400 kg de cocaína no ES</p>
O helicóptero foi apreendido com mais de 400 kg de cocaína no ES
Foto: Polícia Militar do ES / Divulgação
<p>Gustavo Perrella é deputado estadual em MG</p>
Gustavo Perrella é deputado estadual em MG
Foto: ALMG / Divulgação

No último sábado, um helicóptero da empresa Limeira Agropecuária foi apreendido com 455 quilos de cocaína na zona rural de Afonso Cláudio (ES), a 150 quilômetros de Vitória. O piloto, Rogério Almeida Antunes, foi preso após descarregar a droga da aeronave. Também foram presos o copiloto, Alexandre de Oliveira Júnior, e duas pessoas que receberiam a droga.

Na quarta-feira, o delegado Damasceno enviou um pedido à PF de Minas Gerais para que o deputado Perrella seja intimado a depor por carta precatória. Além do parlamentar, devem ser intimados uma irmã e um primo de Perrella, ambos sócios da empresa.

A Corregedoria da PF em MG deve designar um delegado para ouvir os depoimentos. "Não tem um prazo, mas eu pedi urgência, eles devem fazer isso com bastante urgência", disse o delegado Damasceno.

Veja também:

Governo teme que atos de rua cresçam e se tornem pró-impeachment
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade