0

SP: idoso e filho são mortos a facadas após reagir a assalto

A polícia fez buscas na região, mas ninguém foi preso. De janeiro a setembro, cidade registrou apenas dois homicídios dolosos

16 nov 2018
23h47
atualizado em 17/11/2018 às 10h29
  • separator
  • 0
  • comentários

Um idoso de 73 anos e seu filho de 44 foram assassinados a golpes de faca no interior da casa da família, nesta sexta-feira, 16, em Iguape, no litoral sul do Estado de São Paulo. Conforme a polícia, eles teriam reagido a um assalto. As vítimas moravam, no bairro do Rocio, na periferia da cidade.

A Polícia Civil investiga possível latrocínio
A Polícia Civil investiga possível latrocínio
Foto: Reprodução / Estadão Conteúdo

Os corpos foram encontrados pela companheira do idoso ao retornar de visita a uma família vizinha. Ela disse à polícia ter visto um homem fugindo do local com a bicicleta dela. A Polícia Civil investiga um possível latrocínio, pois o suspeito do crime teria revirado o imóvel. Até o fim da tarde, não se sabia se outros bens tinham sido levados da casa.

Os corpos do aposentado Horácio Neves da Silva e de seu filho, Marcelo de Campos Silva, tinham marcas de golpes causados por objeto cortante. O idoso estava caído no chão da cozinha e o filho estava sentado em uma poltrona. Os dois apresentavam cortes profundos na garganta, além de ferimentos nos peitos e nos braços.

Conforme os agentes que estiveram na casa para fazer a perícia, os cortes nos braços indicam que as vítimas tentaram se defender dos ataques. Havia sangue espalhado pelos cômodos e uma porta do imóvel tinha marcas de arrombamento.

Com base no relato da mulher, a polícia fez buscas pela região, mas não localizou o suspeito. O delegado Carlos Ceroni, responsável pela investigação, vai ouvir formalmente a companheira do idoso depois dos sepultamentos. Moradores vizinhos também serão ouvidos. De janeiro a setembro deste ano, apenas dois homicídios dolosos tinham sido registrados em Iguape. Em todo o ano passado, foram seis.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade