0

Leniência da J&F irá para compra de testes de coronavírus

Juiz homologou acordo e quase R$ 27 milhões serão usados para fazer a aquisição

3 abr 2020
08h06
atualizado às 09h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Justiça Federal do Distrito Federal homologou na noite de quinta-feira, 3, uma proposta pela qual 27 milhões de reais em recursos do acordo de leniência da J&F, controladora da JBS, serão destinados para o compra de testes de detecção do novo coronavírus.

Empresário Joesley Batista, um dos donos e responsável pelo processo de expansão e internacionalização da JBS
07/09/2017
REUTERS/Adriano Machado
Empresário Joesley Batista, um dos donos e responsável pelo processo de expansão e internacionalização da JBS 07/09/2017 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

Essa destinação de recursos havia sido proposta pela força-tarefa do Ministério Público Federal da operação Greenfield e houve a concordância de representantes do grupo empresarial, em audiência virtual mediada pela Justiça na quinta.

O repasse será feito diretamente para a conta da Fundação Oswaldo Cruz e, segundo o MPF, ajudará a custear a compra de 1,8 milhão de kits de exames do novo coronavírus.

"O juiz determina que, após os procedimentos de praxe supramencionados, oficie-se/ordene-se a CEF (Caixa Econômica Federal) para que faça a transferência direta dos recursos para a conta informada pela beneficiária", decidiu o juiz Vallisney de Souza Oliveira, titular da 10ª Vara Federal de Brasília.

Procurado, o grupo J&F disse que não vai comentar o acordo firmado.

 

Veja também:

Governo teme que atos de rua cresçam e se tornem pró-impeachment
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade