PUBLICIDADE

Governo requisita estoques de fabricantes de seringas para vacinar contra Covid

5 jan 2021 08h48
ver comentários
Publicidade

O Ministério da Saúde anunciou na noite de segunda-feira que irá requisitar os estoques excedentes dos fabricantes de seringas e agulhas do país como parte dos preparativos para a campanha de vacinação contra a Covid-19.

Enfermeira segura seringa durante testes com vacina CoronaVac contra Covid-19 em São Paulo
11/12/2020 REUTERS/Amanda Perobelli
Enfermeira segura seringa durante testes com vacina CoronaVac contra Covid-19 em São Paulo 11/12/2020 REUTERS/Amanda Perobelli
Foto: Reuters

"Isso, enquanto não se concluiu o processo licitatório normal, que será realizado o mais breve possível. Essa requisição visa a atender às necessidades mais prementes para iniciar o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19", disse a pasta por meio da assessoria de imprensa.

A pasta disse ainda que aguarda a informação sobre as quantidades disponíveis em estoque e que pretende iniciar o pregão para compra desses insumos "o mais rápido possível".

O anúncio da requisição pelo ministério acontece depois de uma licitação aberta pela pasta no final do ano passado ter conseguido comprar apenas cerca de 8 milhões de unidades dos insumos, quando a intenção era adquirir mais de 330 milhões.

Vem também depois de o governo anunciar que passará a exigir uma licença especial para que fabricantes de seringas e agulhas exportem esses produtos para outros países.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade