PUBLICIDADE

Polícia

SP: adolescente suspeito de matar casal de idosos e genro teria agredido a mãe após ficar sem celular

Segundo a polícia, jovem teria levado aparelho de uma das vítimas depois do crime

28 mai 2024 - 17h14
(atualizado às 23h08)
Compartilhar
Exibir comentários
Joana de Fátima Sanches Carrasco, Aparecido Roberto Carrasco e o genro deles, Valdinei de Sousa, foram mortos a facadas
Joana de Fátima Sanches Carrasco, Aparecido Roberto Carrasco e o genro deles, Valdinei de Sousa, foram mortos a facadas
Foto: Reprodução/TV Tem

O adolescente de 15 anos, apontado como principal suspeito de matar um casal de idosos e o genro deles, em Agudos, São Paulo, teria agredido a mãe dias antes do crime por ter sido proibido de mexer no celular. De acordo com a Polícia Civil, depois de causar as mortes, ele teria levado um aparelho de uma das vítimas.

Ao Terra, a Polícia Civil informou que o caso continua em investigação. Ao g1, as autoridades afirmaram que, em depoimento, a mãe e a irmã do adolescente contaram que ele era usuário de drogas, apresentava comportamento agressivo e misturava álcool com remédios. 

Durante as investigações, testemunhas revelaram ter visto o jovem com um celular “velho e conservado”. A polícia diz acreditar que o aparelho era de uma das vítimas, visto que o dele foi retirado pela mãe dias antes. 

Relembre o caso

O adolescente estava desaparecido desde sexta-feira, 24, dia em que as vítimas foram encontradas mortas. Ele foi achado sem vida em um prédio abandonado em Bauru (SP), na manhã de segunda-feira, 27. O caso é investigado como morte suspeita.

Segundo a polícia, os corpos das três vítimas tinham sinais de golpes de faca. Em nota ao Terra, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) explicou que policiais militares foram acionados para atender uma ocorrência de encontro de cadáveres. Chegando no local, duas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e duas equipes do Corpo de Bombeiros realizavam o socorro das vítimas. Os três familiares tiveram o óbito confirmado ainda no local.

De acordo com a TV TEM, afiliada da Rede Globo, eles foram encontrados pela filha do casal de idosos e esposa da outra vítima. Ela disse que se preocupou com o marido, que saiu para se exercitar sem levar o celular e foi para a casa de seus pais em busca de notícias sobre ele. Chegando lá, encontrou os três familiares mortos, cada um em um cômodo.

A SSP afirma que nenhum objeto de valor foi roubado e que a ocorrência foi registrada como homicídio, na Delegacia de Agudos. As três vítimas foram enterradas no sábado, 25, no Cemitério Municipal.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade