2 eventos ao vivo

SP: 4 pessoas são detidas durante Marcha da Família

22 mar 2014
18h41
atualizado em 23/3/2014 às 00h26
  • separator
  • comentários

Quatro pessoas foram detidas durante a Marcha da Família com Deus neste sábado, em São Paulo, depois de uma confusão na praça da Sé, região central da cidade. Entre os detidos estava uma jovem que, segundo a Polícia Militar, teria praticado crime ambiental por tentar pichar a faixa de um manifestante.

<p>Com gritos de "Fora, Lula" e "Dilma safada", cerca de 1 mil pessoas participaram da Marcha com Deus pela Família, na região central de São Paulo</p>
Com gritos de "Fora, Lula" e "Dilma safada", cerca de 1 mil pessoas participaram da Marcha com Deus pela Família, na região central de São Paulo
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

O tumulto começou logo após os manifestantes chegarem à Sé. Nas escadarias da Catedral, os organizadores pediram uma salva de palmas aos policiais militares, a quem chamaram de “nossos heróis”. Próximo dali, duas jovens com camisetas com símbolos anarquistas começaram a ser perseguidas por um grupo de supostos skinheads.

Na correria, um grupo entrou em uma farmácia localizada em frente à praça. A PM cercou o local e deteve dois jovens que não conseguiram escapar - uma das meninas e um rapaz que não era integrante da marcha.

De acordo com a PM, três dos quatro detidos foram autuados em flagrante por crime de agressão --um deles teria atirado uma lâmpada em um policial. Todos foram encaminhados ao 8º DP (Mooca).

Durante a marcha, que reuniu cerca de 1 mil pessoas, os manifestantes gritavam palavras de ordem como "Deus, pátria e família" e "Verde e amarelo contra a foice e o martelo" --símbolos da bandeira do Partido Comunista. Muitos carregavam bandeiras do Brasil ou mesmo se vestiam com ela, enquanto o Hino Nacional tocava repetidamente. Nas proximidades da rua Xavier de Toledo, eles cruzaram com jovens vestidos de preto que se encaminhavam para o show da banda Metallica, no Morumbi (zona sul). Confundidos com black blocs, foram chamados de "lixo" e quase foram agredidos.

Também houve tumulto na praça da República. Manifestantes se insurgiram contra pessoas que uais acusavam de ser "comunistas" ou "petistas". Um aposentado que usava calça e tênis vermelhos foi expulso da marcha, pois, segundo seus algozes, seria do PT.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade