PUBLICIDADE

Polícia investiga se MC Kevin tentou pular de uma varanda para outra

Funkeiro de 23 anos morreu no domingo, 16, após cair do 5° andar de um prédio no Rio

17 mai 2021 12h10
| atualizado às 18h34
ver comentários
Publicidade

RIO - A Polícia Civil do Rio investiga se o funkeiro Kevin Nascimento Bueno, de 23 anos, conhecido como MC Kevin, morreu ao tentar pular de uma sacada para outra do hotel onde estava hospedado, na Barra da Tijuca. Os quartos ficam no quinto andar do edifício.

Segundo essa versão, Kevin teria ido para o quarto ao lado do que estava hospedado para participar de uma festa com amigos e teria ficado com medo da reação da mulher, Deolane Bezerra.

O relato consta em um vídeo que havia sido publicado por Anny Alves, passista do Acadêmicos do Tucuruvi e amiga de Kevin.

'Prepara Novinha' foi o primeiro hit de MC Kevin em 2014, em parceria com MC Pedrinho.
'Prepara Novinha' foi o primeiro hit de MC Kevin em 2014, em parceria com MC Pedrinho.
Foto: Instagram / Estadão

"Depois do show, os meninos foram fazer (inaudível) no quarto, chamaram um monte de mulher e tal. O Kevin estava no quarto do lado, os moleques chamaram ele para ir para o quarto, trancaram ele lá, e fizeram uma brincadeira de mau gosto", contou Anny.

"Depois bateram na porta, o Kevin achou que era a mulher dele e se desesperou, foi tentar pular de uma varanda para outra dos quartos, o vidro acabou quebrando, não resistiu, despencou os dois para baixo", complementou a passista. O vídeo já foi apagado.

Outra versão, que também está sendo investigada, aponta que Kevin teria tentado pular da varanda para a piscina, que fica no pátio.

Deolane Bezerra deixou o hotel por volta das 10h40 da manhã desta segunda-feira, 17, ao lado da irmã, Daniele Bezerra. Nenhuma das duas quis se manifestar. Daniele apenas falou que iriam tratar do traslado do corpo.

Na manhã desta segunda-feira, agentes estiveram novamente no hotel em busca de novas testemunhas. Duas delas foram levadas para depor na delegacia. Policiais também fizeram diligências na piscina e no quarto de onde Kevin caiu, além de ouvir testemunhas.

Deolane Bezerra prestou depoimento, assim como amigos do funkeiro. Nenhum deles quis dar declarações à imprensa.

O corpo seria trasladado nesta segunda-feira para São Paulo, onde será enterrado. Em meio à comoção de fãs nas redes sociais, a Polícia Civil passou o dia ouvindo testemunhas, familiares e amigos para apurar o que originou a queda do cantor.

Anny Alves, passista do Acadêmicos do Tucuruvi, postou vídeo comentando a morte de MC Kevin, mas depois apagou.
Anny Alves, passista do Acadêmicos do Tucuruvi, postou vídeo comentando a morte de MC Kevin, mas depois apagou.
Foto: Reprodução/Redes sociais / Estadão

Show de MC Kevin no Rio era irregular, diz prefeitura

No início da tarde, a mãe de Kevin, Valquíria Nascimento, esteve na delegacia. A chegada foi marcada por um princípio de confusão, quando um homem - que seria padrasto de Kevin - investiu contra um dos amigos do cantor logo ao entrar na delegacia. Depois, na saída, o mesmo homem empurrou dois repórteres do lado de fora.

Valquíria veio de São Paulo somente para agilizar a liberação do corpo no Instituto Médico Legal (IML). "É muito difícil pra mim. Falei com ele ontem (domingo) às cinco horas da tarde. O que ele falou pra mim era o que ele falava todo dia, que me amava. O Kevin era um menino de família", disse, emocionada, ao deixar o IML.

Com mais de 8,5 milhões de seguidores, MC Kevin tinha uma legião de fãs. Ele veio ao Rio para se apresentar numa casa de shows. A festa não estava autorizada pela Prefeitura do Rio e, portanto, desrespeitou decreto de distanciamento social em vigor na cidade.

"Foi um show irregular, sim", informou em nota a Secretaria de Ordem Pública (Seop). "A Seop já identificou o estabelecimento responsável pelo evento, e a Vigilância Sanitária está analisando as imagens para tomar as medidas cabíveis."

Carreira

Grande sucesso no funk de São Paulo, MC Kevin, de 23 anos, foi inspiração para milhões de fãs que viam em seu repertório a representação da superação. Seu primeiro hit veio em 2014, Prepara Novinha, em parceria com MC Pedrinho. Já com MC Davi, ele criou o funk Pra Inveja é Tchau, que conseguiu mais de 200 milhões de visualizações.

Muito atuante entre os artistas, o músico da Zona Norte de São Paulo participou de canções que traduziam o difícil cotidiano das favelas, fazendo críticas sociais assertivas.

Um de seus grandes sucessos como cantor é Vergonha pra Mídia, do MC Salvador da Rima, em que prega o funk consciente unido ao rap de protesto. A faixa logo foi adotada pela juventude da periferia.

Nascido em São Paulo, Kevin Nascimento Bueno ajudou a popularizar o bordão "esquece", logo adotado pelo fãs e também por outros artistas.

Um mês antes de morrer, ele lançou a faixa A Última, cujos versos são como a linha de pensamento de suas intenções na carreira: "Falar que o funk é crime pro governo é concorrente / Saber que o sonho do filho dele é ser um da gente / Meu brilho tá brilhando mais que sua sirene".

A última faixa lançada por MC Kevin é Favelado Vencedor - o clipe, publicado no YouTube na semana passada, já ultrapassava a marca das 500 mil visualizações antes do incidente que provocou sua morte.

Estadão
Publicidade
Publicidade