0

Fumaça de incêndios cobre cidades e rodovias no interior de São Paulo

Na Washington Luís, na altura de Matão, as chamas atingiram dez metros de altura; focos de fogo também foram registrados na região de Ribeirão Preto e Sorocaba

18 set 2019
20h17
  • separator
  • 0
  • comentários

SOROCABA - A fumaça de incêndios cobriam cidades e dificultavam o trânsito em rodovias nesta quarta-feira, 18, no interior de São Paulo. Na rodovia Washington Luís (SP-310), as chamas atingiram dez metros de altura, consumindo eucaliptos e pastagens, em Matão. A fumaça encobriu as duas pistas da rodovia, prejudicando a visibilidade.

As chamas de uma queimada atingiram dez metros de altura e a fumaça cobriu a rodovia Washington Luís, em Matão, interior de São Paulo.
As chamas de uma queimada atingiram dez metros de altura e a fumaça cobriu a rodovia Washington Luís, em Matão, interior de São Paulo.
Foto: Edson Moraes/Divulgação / Estadão

Em Itirapina, um incêndio começou em um canavial e se espalhou por uma fazenda, atingindo um curral, na Vila Pinhal. Os funcionários tiveram trabalho para retirar os animais antes da chegada do fogo. Bombeiros de São Carlos atuaram no combate às chamas, com apoio de caminhões de uma usina. O fogo queimou cerca de 40 hectares - área equivalente a 40 campos de futebol.

Os bombeiros registraram pelo menos 15 focos de queimadas no entorno de Ribeirão Preto. Um deles atingiu um assentamento rural, na Fazenda da Barra. O fogo destruiu plantações e causou a morte de porcos. O prejuízo ainda era estimado pelo Corpo de Bombeiros. A cidade ficou coberta pela fumaça, misturada à poeira. As partículas em suspensão deixaram o céu com coloração marrom. A umidade do ar chegou a 15%, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A Defesa Civil emitiu alerta à população.

Em Sorocaba, o fogo atingiu uma área de mato no acesso da cidade à rodovia José Ermírio de Moraes (Castelinho). A fumaça cobriu a estrada e os bairros da região. Satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espacias (Inpe) apontavam mais de 60 focos ativos no Estado, na tarde desta quarta-feira. No dia anterior, tinham sido registradas 15 queimadas.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade