PUBLICIDADE

Explosão em metalúrgica deixa ao menos cinco mortos em Cabreúva (SP)

Caldeira explodiu e deixou, além dos mortos, cerca de 30 feridos; prefeito decretou luto oficial de três dias em respeito às vítimas

1 set 2023 - 14h59
(atualizado às 23h11)
Compartilhar
Exibir comentários
Explosão em metalúrgica deixa mortos e feridos em Cabreúva (SP):

Ao menos cinco pessoas morreram após uma explosão em uma metalúrgica de Cabreúva, no interior de São Paulo, nesta sexta-feira 1, como apurado pela TV Tem, afiliada da TV Globo. Segundo informou a prefeitura da cidade, outras dezenas de pessoas ficaram feridas. Os nomes das vítimas não foram revelados.

Em nota enviada ao Terra, a prefeitura informou que uma caldeira explodiu, por volta das 11h da manhã. Mais de 20 viaturas foram mobilizadas para atendimento no local, entre o Serviço de Atendimento Emergencial de Cabreúva e o SAMU de cidades do entorno, como São Paulo, Itupeva, Campinas, Jundiaí, Horotlândia e Pirapora do Bom Jesus. Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Polícia Militar e Grupamento Águia, Guarda Municipal e populares também participaram do resgate dos trabalhadores. 

Trinta pessoas deram entrada no sistema de saúde com ferimentos, das quais sete estavam em estado grave e foram transferidas para hospitais da região e da capital. Outros 14 pacientes estáveis foram transferidos para a Santa Casa de Cabreuva. Os demais foram atendidos na UPA do Jacaré. 

"Profissionais de todas as Unidades Básicas de Saúde do município se deslocaram para reforçar os atendimentos de urgência e emergência. Além disso, diversos profissionais de folga assumiram postos de trabalho para auxiliar no atendimento às vítimas", acrescentou a prefeitura em nota.

Explosão em caldeira de metalúrgica deixa mortos e feridos em Cabreúva
Explosão em caldeira de metalúrgica deixa mortos e feridos em Cabreúva
Foto: Reprodução/Corpo de Bombeiros

O prefeito de Cabreúva, Antonio Carlos Mangini (PL), decretou luto oficial de três dias em respeito às vítimas da tragédia. Neste sábado, 2, a prefeitura irá disponibilizar plantão para atendimento psicológico às vítimas e familiares na UPA do Jacaré, das 9h às 11h. Todos os eventos programados para o final de semana foram cancelados.

Em nota, o Governo do Estado de São Paulo disse que as equipes do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e GRAU atuam no local em socorro às vítimas.

"A Secretaria de Estado de Saúde já acionou a rede de saúde regional, para suporte às vítimas. Da rede estadual, o Hospital Estadual de Sumaré e o Hospital das Clínicas da Unicamp e do Estado de São Paulo estão preparados e servindo com referência para atendimentos de vítimas graves", informou a nota do Governo do Estado.

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), se pronunciou no Twitter. Segundo o gestor, 13 viaturas e dois helicópteros atuaram no suporte de resgate e atendimento aos feridos.

 *Com informações da CNN Brasil

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade