PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Ex-funcionários denunciam restaurante no DF por instalar câmera em banheiro

Grupo afirmou que a alimentação servida aos garçons e cozinheiros era de péssima qualidade

4 mar 2024 - 15h10
(atualizado às 18h20)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Ex-funcionários do restaurante Lifebox denunciam que os gerentes instalaram uma câmera de segurança no banheiro do local para vigiar o horário de descanso dos empregados e que também trancavam o local durante o horário de trabalho. O MPT abriu investigação sobre o caso.
Ex-funcionários denunciam restaurante no DF por instalar câmera em banheiro
Ex-funcionários denunciam restaurante no DF por instalar câmera em banheiro
Foto: Reprodução/Metrópoles

Um grupo de ex-funcionários do restaurante Lifebox, da unidade do Lago Sul, no Distrito Federal, denunciou que os gerentes instalaram uma câmera de segurança no banheiro do local para, supostamente, vigiar o horário de descanso dos empregados, segundo o site Metrópoles

Conforme contaram à reportagem, isso aconteceu porque os chefes estavam irritados com o fato dos subordinados complementarem as refeições oferecidas pelo restaurante com restos de lanches e batatas deixados pelos clientes. Muitas vezes esses alimentos eram consumidos no banheiro da unidade.

De acordo com os trabalhadores, a alimentação servida aos garçons e cozinheiros no restaurante era de péssima qualidade. Em muitas, segundo eles, a carne vinha crua ou eram servidos pratos como estrogonofe de salsicha. Um denunciante, que trabalhou como garçom na empresa, afirmou que um dia foi servido apenas um ovo frito no almoço. "Tive de tirar do meu bolso e comprar batata para acompanhar, senão era só ovo."

Os ex-funcionários disseram que a câmera foi instalada no banheiro que é usado por mulheres e homens. Além disso, os gerentes ainda teriam trancado o sanitário no horário do expediente para supostamente evitar descanso fora do horário estabelecido.

Eles também relataram que não eram liberados para cumprir as funções utilizando o elevador da loja. "Tinha de subir e descer escada com os pratos todo dia, e hoje tenho escoliose por causa do trabalho", afirmou um deles. Outro denunciante ainda contou que o assédio moral sofrido diariamente no local causou problemas físicos e mentais.

As queixas foram protocoladas no Ministério Público do Trabalho (MPT), que investiga o caso.

O que diz o Lifebox

Procurado pelo site, o restaurante Lifebox negou a instalação de uma câmera no banheiro dos funcionários e disse que os colaboradores recebem refeições de qualidade. Veja o comunicado na íntegra:

"Em relação às denúncias apresentadas, gostaríamos de esclarecer que nossa empresa possui políticas rigorosas contra qualquer forma de assédio, e promovemos uma cultura de respeito e colaboração entre todos os membros da equipe. Não há registros de casos de assédio moral por parte de nossos gerentes, e incentivamos nossos funcionários a comunicarem quaisquer preocupações para que possamos investigar e resolver imediatamente.

Quanto às horas de descanso, garantimos que todos os funcionários têm direito a intervalos regulares, conforme estabelecido pelas leis trabalhistas e nossa política interna.

Em relação à instalação de câmeras, gostaríamos de esclarecer que nunca foi instalada nenhuma câmera no banheiro dos funcionários. As câmeras de segurança estão estrategicamente posicionadas apenas em áreas comuns, como corredores e locais de preparo de alimentos, visando garantir a segurança de todos os presentes. Não há exposição da intimidade dos funcionários.

Quanto à comida oferecida aos funcionários, gostaríamos de enfatizar que todos os nossos colaboradores recebem refeições de qualidade, preparadas com os mesmos padrões e ingredientes frescos utilizados em nossos pratos servidos aos clientes."

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade