5 eventos ao vivo

Cidades do interior puxam para cima números da covid-19 em São Paulo

Campinas, Ribeirão Preto e Sorocaba estão no pico dos casos da doença

23 jul 2020
19h14
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

SOROCABA - Quatro cidades fora da região metropolitana de São Paulo estão na faixa dos 10 mil casos de covid-19 e puxam para cima os números da doença no Estado. Campinas chegou aos 14.609 casos com o registro de 469 novos pacientes nesta quinta-feira, 23. A cidade do interior ultrapassou Santos, no litoral, que tem 13.717 infectados. Em Ribeirão Preto, com 373 novos registros, o total chegou a 11.378. A expectativa é de que Sorocaba chegue aos 10 mil casos no fim de semana - já são 9.814 e tem sido registrada média de 100 por dia.

Estabelecimentos comerciais são fechados em Sorocaba por funcionar além do período permitido
Estabelecimentos comerciais são fechados em Sorocaba por funcionar além do período permitido
Foto: Divulgação/PM Sorocaba / Estadão

Os números mostram que a disseminação do vírus ainda é intensa no Estado. À exceção de Santos, que registrou ligeira queda no número de ocupação de leitos, indicativo de que a contaminação reflui, as outras cidades estão no pico dos casos. Em Campinas, mais 27 pessoas foram internadas, chegando a 470, e 999 estão em isolamento - 59 a mais.

O avanço da covid-19 também preocupa as prefeituras de outros importantes centros urbanos do interior. Em São José do Rio Preto, foram registrados 287 casos em um dia e o total chegou a 6.809. O secretário da saúde, Aldenis Borim, avalia que a doença chegou ao pico. "Estamos no pico e ele está atingindo um platô e, infelizmente, atingimos o pico em alta. Torço para que em alguns dias a gente comece a ver números menos intensos", disse.

Em Piracicaba, houve aumento expressivo de casos nas duas últimas semanas, elevando o total para 6.437. Já em Jundiaí são 6.005 casos. Depois de registrar estabilidade, os casos voltaram a crescer em São José dos Campos. A cidade chegou a 5.345 doentes. O número de mortes avança em proporção semelhante. Já são 608 em Campinas - 25 nas últimas 24 horas - e 434 em Santos. Jundiaí (276 óbitos), Sorocaba (216), Ribeirão Preto (187), Piracicaba (168) e São José dos Campos (167) também têm mortalidade alta.

Supermercados fechados

As prefeituras das principais cidades têm dificuldade para manter as medidas de distanciamento social. Nesta quinta, o Supremo Tribunal Federal (STF) acolheu recurso do município para o fechamento dos supermercados no fim de semana, em Rio Preto. No decreto de fechamento, a prefeitura proibiu também a venda de bebidas alcoólicas. A Associação Paulista de Supermercados (Apas) entrou com recurso e, após perder em primeira instância, conseguiu reverter a medida no Tribunal de Justiça de São Paulo. O município recorreu ao STF e o ministro Dias Toffoli deu liminar mantendo o fechamento.

Agentes da Guarda Civil Municipal atenderam mais de 600 chamados para dispersar aglomerações e festas clandestinas desde o fim de março. Os principais alvos foram bares, festas em residências, chácaras e partidas de futebol. Pistas de caminhadas e até campos de golfe seguem interditados. Em Sorocaba, somente esta semana, 42 estabelecimentos comerciais foram fechados por descumprirem decretos de prevenção ao coronavírus. Na maioria dos casos, o comércio funcionava após o horário de fechamento.

Veja também:

Por apoio à CPMF, Guedes vai propor cortar à metade tributos sobre salários
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade