PUBLICIDADE

Chuvas afetam sistema de transporte e fecham comércio em parte do Recife

Passageiros tiveram de andar pelos trilhos em uma das estações de Metrô da capital e shopping na região metropolitana foi parcialmente alagado

28 mai 2022 17h23
ver comentários
Publicidade

As chuvas que vêm causando mortes e deslizamentos também afetam o sistema de transportes e o comércio da capital pernambucana e da região metropolitana do Recife. A linha Centro do Metrô ficou paralisada e três terminais integrados de ônibus estão sem funcionar desde o início da manhã deste sábado, dia 28.

Na estação Joana Bezerra do Metrô, uma das principais do Recife, os passageiros precisaram sair andando nos trilhos em decorrência do atraso nas linhas. Em Jaboatão dos Guararapes, a Estação Coqueiral foi invadida pela água. De acordo com a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), ainda não há previsão para a retomada do funcionamento da linha Centro.

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) do governo de Pernambuco registrou alagamento e queda de barreira em rodovias do Estado. As BR 101 e BR 232 tiveram trechos interditados devido às fortes chuvas assim como estradas nas regiões da Mata Norte e Mata Sul.

Estragos foram registrados também no comércio. Lojas no centro do Recife e shoppings da região metropolitana não puderam abrir as portas neste sábado. Um desses empreendimentos comerciais teve o andar térreo parcialmente alagado com as chuvas.

O Corpo de Bombeiros vem recomendando que a população procure evitar sair de casa em caso de precipitações mais fortes e busque locais seguros.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o risco de alagamentos, deslizamentos de barreiras e transbordamentos de rios e córregos continuará elevado no Recife, na região metropolitana e em algumas cidades da Zona da Mata e do Agreste pernambucano. Isso porque, segundo o órgão, o volume de chuva continuará alto.

Até a manhã de domingo, 29, a capital pernambucana deverá receber mais 60 milímetros de chuva por hora, com previsão de mais de 100 milímetros por dia. O mesmo é esperado para áreas do Agreste, da Zona da Mata e do Planalto da Borborema.

A Central de Operações da Secretaria de Defesa Civil do Estado (Codecipe) está realizando atendimento 24 horas e pode ser acionada através dos telefones 199 e (81) 3181-2490.

Estadão
Publicidade
Publicidade