PUBLICIDADE

Caso Henry: defesa de Monique Medeiros quer novo depoimento

Equipe afirmou que irá na tarde desta quarta-feira à 16ª DP para conversar com o delegado que conduz as investigações

14 abr 2021
13h50 atualizado às 14h05
0comentários
13h50 atualizado às 14h05
Publicidade

A nova defesa de Monique Medeiros, mãe do menino Henry que está presa desde a semana passada, pedirá à Polícia Civil que colha um novo depoimento. A equipe, formada por quatro advogados, informou que irá na tarde desta quarta-feira, 14, à 16ª DP para conversar com o delegado que conduz as investigações.

O vereador Dr. Jairinho (Solidariedade) e a professora Monique Medeiros foram presos preventivamente na casa de uma tia do político em Bangu, zona oeste do Rio de Janeiro
O vereador Dr. Jairinho (Solidariedade) e a professora Monique Medeiros foram presos preventivamente na casa de uma tia do político em Bangu, zona oeste do Rio de Janeiro
Foto: Reprodução / TV GLOBO / Estadão Conteúdo

Na segunda-feira, a babá de Henry, Thayná de Oliveira Ferreira, já havia prestado um novo depoimento à polícia em que admitiu ter mentido na primeira oitiva.

Laudo de necropsia feita pelo Instituto Médico Legal (IML) mostrou que o menino Henry, de 4 anos, sofreu 23 lesões na madrugada em que morreu.

Presos acusados pela morte, o vereador carioca Dr. Jairinho e a mãe do menino, Monique Medeiros, carregaram o corpo da criança já morta às 4h09 do dia 8 de março, conforme mostra imagem do elevador do prédio obtida pelos investigadores.

Relembre o caso

O vereador do Rio Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho, e a professora Monique Medeiros foram presos no dia 8 de abril. A Polícia Civil do Rio acredita ter provas de que o vereador agredia periodicamente o enteado. Conversas via WhatsApp entre a mãe do menino, Monique Medeiros da Costa Silva de Almeida, e a babá, Thayná de Oliveira Ferreira, sustentariam essa descoberta, segundo investigadores do caso.

Estadão
Publicidade
Publicidade