PUBLICIDADE

Brasil tem mais 3.459 mortes por Covid-19 e passa de 360 mil

14 abr 2021 19h28
| atualizado às 19h30
ver comentários
Publicidade

O Brasil ultrapassou nesta quarta-feira a marca de 360 mil mortes em decorrência da Covid-19, com o registro de 3.459 novos óbitos elevando o total de vítimas fatais da doença no país a 361.884, informou o Ministério da Saúde.

Enterro de vítima da Covid-19 no cemitério do Campo Santo, em Porto Alegre (RS) 
06/04/2021
REUTERS/Diego Vara
Enterro de vítima da Covid-19 no cemitério do Campo Santo, em Porto Alegre (RS) 06/04/2021 REUTERS/Diego Vara
Foto: Reuters

Também foram contabilizados 73.513 novos casos de coronavírus, com o total de infecções no país avançando para 13.673.507, acrescentou a pasta.

O Brasil é o segundo país com maior número de óbitos por Covid-19, atrás apenas dos Estados Unidos. Atualmente, porém, lidera o mundo na contagem média diária de novas mortes, sendo responsável por uma em cada quatro vítimas fatais da doença globalmente a cada dia, de acordo com levantamento da Reuters.

Em termos de casos confirmados, o Brasil ocupa o terceiro lugar no mundo, abaixo dos EUA e da Índia.

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) afirmou em boletim publicado nesta quarta-feira que a alta proporção de testes com resultados positivos ao longo da última semana revela que o vírus permanece em circulação intensa em todo o país.

"O quadro epidemiológico observado pode representar a desaceleração da pandemia, com a formação de um novo patamar, como o ocorrido em meados de 2020, porém com números muito mais elevados de casos graves e óbitos", disse a entidade.

A Fiocruz destacou "êxitos localizados" de restrições impostas por prefeituras e Estados, mas alertou que a flexibilização dessas medidas pode acarretar impacto negativo nas próximas semanas, com nova aceleração no ritmo de transmissão do coronavírus.

Estado mais afetado pelo coronavírus em números absolutos, São Paulo atingiu as marcas de 2.686.031 casos e 85.475 mortes.

Apesar das cifras elevadas, o secretário de Saúde paulista, Jean Gorinchteyn, celebrou nesta quarta uma redução na taxa de ocupação de leitos de UTI no Estado, que atingiu 84,9%, ante 92,6% no início deste mês, com uma queda de 17,4% na média de novas internações na última semana.

Conforme dados do Ministério da Saúde, Minas Gerais é o segundo Estado com maior número de infecções pelo coronavírus registradas, com 1.247.258 casos, mas o Rio de Janeiro é o segundo com mais óbitos contabilizados, com 40.091 mortes.

O governo ainda reporta 12.170.771 pessoas recuperadas da Covid-19 e 1.140.852 pacientes em acompanhamento.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade