PUBLICIDADE

Thiago Gagliasso presta queixa contra Ludmilla após acusação de racismo: 'Vou até o final'

'Lugar de provar é na Justiça', disse o deputado nas redes sociais

23 nov 2023 - 22h59
(atualizado em 24/11/2023 às 10h52)
Compartilhar
Exibir comentários

Thiago Gagliasso revelou que prestou uma queixa contra Ludmilla na noite desta quinta-feira, 23, após a cantora relatar que sofreu racismo por parte de um parlamentar e internautas apontarem que se tratava dele. O deputado falou sobre o assunto nas redes sociais.

Instagram/ @thigagliasso/ @ludmilla
Instagram/ @thigagliasso/ @ludmilla
Foto: Instagram/ @thigagliasso/ @ludmilla / Estadão

"Chegando aqui na delegacia, porque lugar de acusar é na internet, mas lugar de provar é na Justiça. Fui acusado de algo que não fiz, um crime que não cometi, e quem me acusou vai pagar, porque aqui não tem nenhum palhaço", disse.

Em seguida, Thiago se gravou saindo da delegacia e reiterou: "Eu vou até o final. A brincadeira da Lud tá só começando. Aqui não tem nenhum maconheiro, malandro, não. Não tá lidando com o seu povinho, não". Ludmilla não se pronunciou sobre as publicações do deputado até o momento.

Entenda o caso

Ludmilla será homenageada com a medalha Tiradentes, a mais alta condecoração do estado de Rio de Janeiro. Durante a votação, alguns deputados votaram contra a honraria. A cantora usou as redes sociais para relatar ataques racistas que vem sofrendo recentemente de um desses parlamentares.

"Especificamente uma pessoa, eu preciso responder. Ele falou que vetou minha medalha porque não é racista, mas por causa da música Verdinha", contou Ludmilla. "Mas ele é racista barra pesada".

Então, ela relatou um caso específico: "Estava na casa de uma das pessoas mais famosas desse país e eu estava acompanhada de um cara. E ele conhecia esse cara. Ele chegou e disse 'Mano, tanta mina gata nessa festa e você está com essa 'macaca'?", contou.

"Eu só estava com esse cara, ele me defendeu e a gente foi embora do evento. Fiquei muito mal, e esse foi um dos piores racismos que já sofri na minha vida. Quem é mulher preta sabe do que eu tô falando".

"Aí um dia, a gente estava no mesmo lugar", continuou. "E ele veio me cumprimentar. Eu falei: 'Não deixa esse cara chegar perto de mim". O homem se aproximou dela mesmo assim e, segundo Ludmilla, ela o xingou imediatamente. "Não fala comigo que você é racista, tenho nojo de você", disse. Na ocasião, ela teria denunciado ao dono da festa, que o expulsou.

"Então ele não votou contra [a medalha] por causa de música nenhuma não. Foi porque ele é racista", disse. "Nunca falei nada disso aqui porque dói. Mas hoje acordei com um vídeo dele super hipócrita, dizendo que não é racista, mas é."

"Mas ele vai passar mal. A mãe ganhou a medalha", concluiu. Já em novo story, ela deu novas pistas, ressaltando que se trata de um político. Segundo ela, é uma pessoa "rejeitada pela família". Para fãs de Ludmilla, ela estaria se referindo ao deputado Thiago Gagliasso (PL), irmão de Bruno Gagliasso - com quem Thiago não têm boa relação.

O político usou suas redes sociais na última quarta-feira, 22, para mostrar seu voto contrário à medalha para a cantora. "Nada pessoal contra Ludmilla", disse o deputado. "Não tem nada a ver com coisa racial. É a postura que a gente, como conservador, tem que defender. Que é de fato saber cantar um hino nacional, saber que não pode vender verdinha".

Estadão
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade