PUBLICIDADE

Presidente do Palmeiras faz coletiva só com mulheres e rebate críticas dos homens: “Não sejam histéricos”

“Eu quero que eles sintam em uma hora nesta entrevista coletiva, o que nós mulheres sentimos desde que nascemos”, afirmou

17 jan 2024 - 11h39
(atualizado às 11h41)
Compartilhar
Exibir comentários
Leila, presidente do Palmeiras, convocou uma coletiva apenas com mulheres e rebateu críticas dos homens
Leila, presidente do Palmeiras, convocou uma coletiva apenas com mulheres e rebateu críticas dos homens
Foto: Reprodução: YouTube/TV Palmeiras/FAM

Na última terça-feira, 16, a presidente do Palmeiras, Leila Pereira, realizou uma coletiva de imprensa apenas com mulheres jornalistas. Sobre questionamentos dos homens em relação à participação exclusiva feminina no evento, a dirigente foi direta: “Não sejam histéricos. Não é isso que falam da gente quando a gente reclama? Quando a gente precisa ser ouvida?”, completou.

“Eu acho que para nós, mulheres, é histórico. Não conheço nenhum caso no mundo de uma entrevista coletiva ter convidadas somente mulheres”, disse Leila. “Eu quero que eles [os homens] sintam em uma hora nesta entrevista coletiva, o que nós mulheres sentimos desde que nascemos”.

"Mulher para casar" e outras frases que reforçam o machismo no dia a dia "Mulher para casar" e outras frases que reforçam o machismo no dia a dia

Na coletiva, Leila destacou que a presença majoritariamente masculina nas reuniões e entrevistas de futebol não pode ser normal e que se sente extremamente solitária nesse meio. “Temos que dar um basta nisso. Esse é o motivo da nossa coletiva. O que para mim é extremamente relevante é que a sociedade enxergue nós mulheres como pessoas que só querem ocupar os lugares que temos a capacidade para tanto”, declarou Leila.

Em encontro que durou cerca de uma hora e meia, as jornalistas puderam fazer diversas perguntas, sem restrições. A presidente destacou ainda que a realização da coletiva não foi motivada para fortalecer a comunidade feminina do futebol e ser um marco. “Nós só queremos ter a oportunidade de mostrarmos que somos competentes, que queremos espaço nesse mundo do futebol que é tão masculino”, refletiu.

Fonte: Redação Nós
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade