PUBLICIDADE

Mulher diz que não quer que motoboy negro encoste no seu lanche: “Mande um branco”

A cliente foi denunciada por injúria racial pelo estabelecimento de delivery

16 nov 2023 - 11h48
(atualizado às 13h29)
Compartilhar
Exibir comentários
Mulher pede que motoboy negro não faça sua entrega: "Não gosto de pessoas assim encostando na minha comida"
Mulher pede que motoboy negro não faça sua entrega: "Não gosto de pessoas assim encostando na minha comida"
Foto: Freepik

Uma pastelaria em Campo Bom, no Rio Grande do Sul, recebeu uma mensagem racista na noite de terça-feira, 14. Nas observações de um pedido feito pelo aplicativo iFood, a cliente anotou que não queria um entregador negro: “Última vez veio um motoboy negro, peço a gentileza que mande um branco, não gosto de pessoas assim encostando na minha comida”, escreveu. 

Cliente faz pedido e solicita que entregador seja uma pessoa branca
Cliente faz pedido e solicita que entregador seja uma pessoa branca
Foto: Reprodução

Além do comentário racista na observação do pedido, a cliente enviou a mesma mensagem pelo chat do aplicativo ao estabelecimento. Daniela Rodrigues, dona da franquia de delivery de pastéis “Hora do Pastel” em Campo Bom, respondeu a mensagem repudiando a fala racista da mulher e dizendo que fará uma denúncia contra ela no próprio aplicativo. 

Ainda na mensagem à resposta a cliente, Daniela conta que o entregador negro que Andressa citou é o também dono da empresa, Gabriel Fernandes da Cunha. "Pois seu pedido será cancelado imediatamente e irei fazer uma denúncia contra o seu perfil. Faça o favor de não comprar mais na minha loja. Esse motoboy negro é o dono da empresa!", escreveu.

Em resposta, dona do estabelecimento repudiou solicitação racista da cliente
Em resposta, dona do estabelecimento repudiou solicitação racista da cliente
Foto: Reprodução

Daniela Rodrigues e Gabriel Fernandes da Cunha são casados e sócios. Segundo o g1, o casal registrou a ocorrência na 3ª Delegacia de Polícia Regional como injúria racial consumada. 

Mas o responsável pelo comentário racista ainda não foi identificado. De acordo com a investigação, o endereço da suposta cliente, que se identificou no app como Andressa Oliveira, não existe. "Temos uma junta de advogados nos apoiando, e vamos descobrir quem é. Porque tem que ter alguém por trás, principalmente quando se trata de uma conta no aplicativo", disse a proprietária do estabelecimento, Daniela Rodrigues, ao g1. 

A franquia “Hora do Pastel” se pronunciou no Instagram e declarou apoio aos franqueados da loja de Campo Bom. “Tamanha agressão não passará impune. Não ao racismo”, diz a mensagem. 

10 frases que revelam racismo 10 frases que revelam racismo

 Em nota ao Terra NÓS, o IFood afirma que repudia veemente qualquer atitude racista, seja ela física ou verbal. A empresa de delivery tomou conhecimento do comentário racista e prontamente identificou o usuário, que criou a conta no aplicativo no dia 14/10/2023 e realizou apenas um pedido, que foi feito à pastelaria na cidade de Campo Bom. O IFood informa que está tomando as medidas cabíveis contra o caso e para o bloqueio do cliente da plataforma. 

Fonte: Redação Nós
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade