PUBLICIDADE

Homem apontado como falso massagista é preso após denúncias de assédio no litoral de São Paulo

Homem é suspeito de oferecer serviço para tocar partes íntimas de vítimas, segundo a polícia. Defesa não foi localizada

5 fev 2024 - 15h12
(atualizado às 16h04)
Compartilhar
Exibir comentários
O suspeito questionava as vítimas sobre possíveis dores e, iniciando o que deveria ser uma massagem, praticava o assédio
O suspeito questionava as vítimas sobre possíveis dores e, iniciando o que deveria ser uma massagem, praticava o assédio
Foto: Reprodução/Google Street View

Um homem de 44 anos, que oferecia serviços de massagista em Peruíbe, no litoral de São Paulo, foi preso após ser acusado de tocar partes íntimas de mulheres durante as sessões. Ao oferecer o serviço gratuitamente para lojistas, o suspeito questionava as vítimas sobre possíveis dores e, iniciando o que deveria ser uma massagem, praticava o assédio.

Como reunir provas para denunciar assédio Como reunir provas para denunciar assédio

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que policiais do Setor de Investigações Gerais (SIG) da cidade identificaram e localizaram o suspeito. Por volta de meia-noite da sexta-feira, 2, ele foi conduzido à prisão e segue à disposição do Judiciário na Delegacia Sede de Peruíbe.

Este não é o primeiro caso envolvendo o indivíduo, outros quatro boletins de ocorrência, também relacionados a casos de assédio, já haviam sido registrados anteriormente. A identidade do suspeito não foi divulgado e a reportagem não conseguiu localizar o responsável por sua defesa.

Estadão
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade