PUBLICIDADE

Flamengo acusa racismo após atletas do sub-17 se envolverem em confusão nos Estados Unidos

Rubro-Negro manda representação formal à Major League Soccer

7 abr 2024 - 21h44
(atualizado em 8/4/2024 às 09h18)
Compartilhar
Exibir comentários

O Flamengo afirmou que jovens das categorias de base do clube foram vítimas de injúria racial após confusão do time sub-17 com atletas do Philadeilphia Union, depois de derrota rubro-negra pela Generation Adidas Cup sub-17.

Foto: Lance!

Os brasileiros apresentaram representação formal à Major League Soccer (MLS), organizadora do campeonato.

Em nota, o Fla afirmou que alguns jogadores da equipe foram vítimas de racismo. A MLS não deu detalhes do caso, que promete investigar, e disse que presta apoio ao clube carioca.

CONFIRA A NOTA DO FLAMENGO NA ÍNTEGRA:

"O Clube de Regatas do Flamengo repudia veementemente o ocorrido no sábado (6), em Bradenton, nos Estados Unidos, na semifinal da Generation Adidas Cup Sub-17, quando alguns atletas do nosso elenco foram vítimas de injúria racial. É inaceitável que episódios como este continuem acontecendo. Racismo é crime e deve ser duramente punido, seja onde for.

Diante do acontecido, o clube entrou com uma representação formal à Major League Soccer (MLS), que organiza o torneio, relatando o caso. Além disso, a equipe não entrará em campo para a disputa do terceiro lugar. Não cabem mais situações como esta ou qualquer outro tipo de preconceito, principalmente na iniciação esportiva, quando crianças e adolescentes estão se formando adultos e cidadãos, em busca de seus sonhos.

A MLS está dando suporte e investiga o caso. O departamento jurídico do Flamengo também está atuando desde a noite de ontem para que providências e medidas cabíveis sejam tomadas."

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade