PUBLICIDADE

Ex-presidente da Funai é indiciado pelo assassinato de Bruno Pereira e Dom Phillips

Marcelo Xavier era presidente do órgão desde 2019 e foi exonerado em dezembro do ano passado. Ele responderá pelo crime de omissão

19 mai 2023 - 16h47
(atualizado às 17h18)
Compartilhar
Exibir comentários
Problemas na conexão com a internet levaram a Justiça Federal a adiar audiências de acusados de matar o jornalista britânico Dom Phillips e o indigenista brasileiro Bruno Pereira
Problemas na conexão com a internet levaram a Justiça Federal a adiar audiências de acusados de matar o jornalista britânico Dom Phillips e o indigenista brasileiro Bruno Pereira
Foto: Reprodução/Redes Sociais

A Polícia Federal (PF) indiciou Marcelo Xavier, ex-presidente da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai), pelo crime de omissão.

O indiciamento ocorreu devido à falta de ações adequadas por parte de Xavier para combater a insegurança decorrente dos conflitos na região amazônica, o que resultou nos trágicos assassinatos do indigenista brasileiro Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips. As informações são da jornalista Sônia Bridi, da TV Globo.

Bruno e Dom foram mortos no ano passado durante uma viagem pelo Vale do Javari, localizada no estado do Amazonas. Os corpos foram achados pela Polícia Federal (PF) em uma área de "dificílimo acesso", de mata fechada, a 3 km de distância da região onde foram encontrados a mochila e outros pertences dos dois.

Marcelo Xavier assumiu o cargo em 2019, no governo Jair Bolsonaro, e foi exonerado no final de dezembro de 2022. Também foi indiciado Alcir Amaral Teixeira, que era Coordenador-Geral de Monitoramento Territorial.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade