PUBLICIDADE

Ex-BBB Marcela Mc Gowan divulga abrigo para mulheres e crianças no RS após casos de abuso sexual

A médica e outras personalidades estão no Rio Grande do Sul para ajudar vítimas das enchentes

9 mai 2024 - 17h46
(atualizado às 17h49)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
No Rio Grande do Sul, pessoas estão relatando casos de assédio contra mulheres e crianças nos abrigos destinados para vítimas das enchentes.
"Algumas mulheres tomaram essa iniciativa para construir [o abrigo]", disse Marcela Mc Gowan
"Algumas mulheres tomaram essa iniciativa para construir [o abrigo]", disse Marcela Mc Gowan
Foto: Reprodução: Instagram/marcelamcgowan

A ex-BBB e médica Marcela Mc Gowan está no Rio Grande do Sul ajudando as vítimas das enchentes que devastaram o estado. Através das redes sociais, ela anunciou nesta quinta-feira, 9, a construção do primeiro abrigo para mulheres e crianças devido aos casos de abuso sexual nos abrigos.

"Algumas mulheres tomaram essa iniciativa para construir [o abrigo]", disse ela nos stories do Instagram.

O projeto é apoiado pelo Instituto Survivor, que visa combater violência doméstica contra as mulheres, e por brasileiros que compõem a equipe do Movimento Me Too, projeto mundial contra o assédio sexual. Os parceiros irão ajudar a comprar itens e mantimentos para deixar o local "mais completo e mais seguro", segundo a médica.

"Esse cantinho especial vai nascer ainda hoje para receber essas mulheres que queiram ficar aqui com as crianças", disse Marcela.

A médica mostrou que o abrigo tem várias camas com jogos de lençóis, cobertores, brinquedos e espaço kids para as crianças. Ela ainda deixou o contato para as pessoas que quiserem fazer doações para o abrigo ou se voluntariar.

Assédio nos abrigos

Na última quarta-feira, 8, Marcela disse que recebeu relatos de "situações delicadas" que podem estar acontecendo com mulheres e crianças dentro dos abrigos. Na ocasião, a médica informou que entrou em contato com algumas pessoas que poderiam ajudar e pediu para as pessoas denunciaram esses casos.

"Precisamos de denúncias. Se você está sabendo de alguma coisa nesse sentido ou se você é voluntário e viu alguma coisa, denuncie. Para podermos prosseguir com investigação e tomada de medidas. O Me Too Brasil e o Instituto Survivor criaram um canal de denúncias pensando nisso", afirmou.

Em nota publicada nas redes sociais, o Instituto Survivor e o Me Too Brasil se pronunciaram sobre as denúncias de abusos sexuais de crianças e mulheres nos abrigos de Rio Grande do Sul.

"Segundo os relatos, abusadores sexuais estariam se aproveitando da vulnerabilidade das vítimas, da aglomeração, da falta de energia e da instalação dos banheiros para a prática das violências. O Instituto Survivor e o Me Too Brasil mobilizaram equipes para escuta especializada das vítimas e acolhimento por meio dos nossos canais oficiais", diz o comunicado.

Fonte: Redação Nós
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade