PUBLICIDADE

Depois de um período de recolhimento, Klara Castanho fala pela 1ª vez após ter gravidez fruto de estupro exposta

Klara Castanho foi estuprada, descobriu a gravidez na reta final e cumpriu todos os trâmites legais para entregar a criança

3 mar 2023 - 08h40
(atualizado às 09h21)
Compartilhar
Exibir comentários
Klara Castanho falou pela primeira vez sobre estupro e gravidez.
Klara Castanho falou pela primeira vez sobre estupro e gravidez.
Foto: Reprodução, Instagram / Purepeople

Klara Castanho falou pela primeira vez sobre o estupro e a gravidez que se tornaram públicos, contra a vontade dela. Em 2022, o Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren-SP) arquivou o processo de sindicância que apurava um suposto vazamento de informações da atriz por parte de um profissional de enfermagem. O caso está sendo investigado sob sigilo pela Delegacia da Defesa da Mulher (DDM).

Depois de um longo período de recolhimento, Klara escolheu o programa de Serginho Groisman para abrir o coração.

"Foi um período de recolhimento voluntário depois de tudo o que aconteceu no ano passado. Depois que vim a público, de novo, de forma forçada, eu denunciei todos os crimes aos quais fui submetida. Todos, sem nenhuma exceção. E o que me resta neste momento, e ainda bem, é confiar na Justiça e eu confio muito. Não só na Justiça, mas numa Justiça maior", disse a jovem de 22 anos durante a gravação do "Altas horas" especial do Mês da Mulher.

No ano passado, Klara tomou medidas judiciais contra todos os envolvidos. Ela entrou com uma ação contra o jornalista Léo Dias e a youtuber Antonia Fontenelle por crimes de calúnia, difamação e injúria. A apresentadora se defendeu das acusações de ter colaborado para que a notícia se espalhasse e alegou que apenas reproduziu parte do que foi disparado na mídia.

Veja mais

Purepeople
Compartilhar
Publicidade
Publicidade