PUBLICIDADE

Apresentador é acusado de racismo após comparar cabelo de PA com cadarços

Atleta tem usado a trança na modalidade Box Braid; o estilo foi utilizado como sistema de comunicação entre negros escravizados

3 mai 2022 18h19
| atualizado às 18h46
ver comentários
Publicidade
Apresentador da 'RedeTV!' é acusado de racismo após comparar cabelo de Paulo André com cadarços
Apresentador da 'RedeTV!' é acusado de racismo após comparar cabelo de Paulo André com cadarços
Foto: Popline

Desde 1997 a lei 7.716 prevê reclusão de dois a cinco anos e multa para crimes de racismo cometidos por intermédio dos meios de comunicação social. É o cumprimento dessa lei que está sendo cobrado no Twitter desde a segunda, 2 de maio, após um colunista do programa A Tarde é Sua, da RedeTV!, comparar o cabelo do atleta Paulo André com cadarços.

No Big Brother Brasil 22, o participante Paulo André chamou atenção por suas características físicas. O jovem de 23 anos é um dos corredores mais velozes do mundo e isso se reflete em seu corpo definido. Desde o fim da atração, o rapaz tem participado de eventos e recentemente adotou a utilização de tranças Box Braids. O visual incomodou o comentarista Felipeh Campos, no programa A Tarde é Sua da RedeTV!, que está sendo acusado de racismo nas redes sociais.

"Eu tenho um monte de cadarço lá em casa. Eu não gostei. Deveria ter ficado sem as tranças, estava tão bonito", falou o comentarista.

A lei ainda prevê a cessação das respectivas transmissões radiofônicas, televisivas, eletrônicas ou da publicação por qualquer meio e a interdição do veículo, caso seja comprovado que houve pratica de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional no programa.

A Box Braid é uma trança de origem africana que une as fibras de cabelo natural às sintéticas. Muito usado no Brasil, o estilo foi um sistema de comunicação entre negros escravizados, para desenhar um mapa de fuga para os Quilombos em suas cabeças — por isso a indignação nas redes sociais.

Atualmente, as Box Braids são o principal instrumento para pessoas com cabelo crespo que passam pela transição capilar. Por isso, elas são consideradas um símbolo de resistência, sempre sendo utilizadas pela população negra no Brasil em momentos de demarcação da descendência africana.

O Estadão tentou contato com a RedeTV!, mas até o momento não obtivemos respostas.

Estadão
Publicidade
Publicidade