PUBLICIDADE

As diferenças entre híbrido, híbrido leve e híbrido plug-in

Diferentes tipos de modelos com sistema híbrido estão à venda no mercado; saiba qual sistema funciona melhor para o seu dia a dia

21 jun 2024 - 17h54
Compartilhar
Exibir comentários

Em tempos onde a gasolina custa caro e a infraestrutura de carregamento afasta compradores de modelos totalmente elétricos, o veículo híbrido começa a cair nas graças do mercado brasileiro.

Entretanto, siglas como HEV, MHEV ou PHEV podem confundir o futuro comprador. Pensando nisso, explicaremos, em detalhes, os diferentes tipos de híbridos que você pode encontrar nas ruas.

Antes das definições em si, vamos quebrar as siglas e explicar seu significado. Todas em inglês separam os modelos híbridos em três tipos: HEV, MHEV e PHEV.

A primeira significa "Hybrid Electric Vehicle", ou veículo elétrico híbrido; a segunda "Mild-Hybrid Electric Vehicle", ou veículo elétrico micro-híbrido (ou híbrido leve); a terceira é de "Plug-in Hybrid Electric Vehicle", ou veículo elétrico híbrido plug-in.

Vamos às definições.

Híbrido: O que é um carro HEV?

Um modelo HEV, também chamado de "full hybrid", é um modelo que tem um sistema de geração de energia a bordo, capaz de sustentar o conjunto motriz (motor a combustão e motor elétrico).

O sistema utiliza a energia cinética do motor a combustão para mover o carro, e a transforma em energia elétrica, que alimenta o motor de indução - que em determinados casos, move exclusivamente as rodas.

Simplificando, o complexo sistema se traduz em usar o motor a combustão como uma usina de geração de energia, enquanto um motor elétrico move as rodas, por exemplo.

O conjunto movido a combustível fóssil auxilia em situações de maior demanda de potência, como em uma ultrapassagem, e em uso normal, fornece apenas energia para o elétrico, o único conectado de fato às rodas. Um bom exemplo disso é a linha e:HEV da Honda, de Civic, CR-V e Accord, bem como os Toyota Corolla e Corolla Cross Hybrid.

O que é um carro MHEV?

Modelos micro-híbridos (ou híbrido-leves) são soluções menos complexas que um modelo HEV. Consiste em adicionar um motor elétrico a um motor a combustão convencional, desta vez atuando como um motor de partida, melhorando a potência e fornecendo um torque extra ao conjunto. Assim, não é possível rodar com emissões zero, mas pode mitigar emissões ao dar a partida, por exemplo.

O sistema, mais simples, é geralmente encontrado em veículos mais simples, de menor valor agregado. Novos modelos da Stellantis, equipados com o sistema Bio-Hybrid utilizarão esse sistema. o Kia Stonic é outro exemplo de modelo que usa esse tipo de tecnologia.

Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão
Foto: Estadão

O que é um carro PHEV?

Os híbridos plug-in são, como o nome sugere, do tipo que se pluga em tomadas para recarga. Mas, além disso, são responsáveis por estender a autonomia de um modelo HEV comum. Normal ver essa tecnologia em modelos médios e grandes, como o SUV GWM Haval H6.

Em modelos PHEV, a tecnologia conta com baterias geralmente maiores do que um modelo HEV, priorizando a autonomia total. Outro recente exemplo é o recém-mostrado sedã BYD King, por exemplo.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade