PUBLICIDADE

Pabllo Vittar leva o Carnaval ao jogo The Sims 4

Drag queen brasileira criou um kit de itens e também traduziu e regravou a canção 'Buzina' para a língua do jogo, o 'simlish'

25 jan 2022 15h10
| atualizado em 26/1/2022 às 14h23
ver comentários
Publicidade
The Sims 4 terá um pacote adicional de itens inspirado no Carnaval, criado pela cantora Pabllo Vittar 
The Sims 4 terá um pacote adicional de itens inspirado no Carnaval, criado pela cantora Pabllo Vittar
Foto: Divulgação / Estadão

Conhecido por ser o jogo em que é possível "brincar de Deus", The Sims 4 vai entrar no clima de Carnaval: o game, lançado em 2014 pelo estúdio americano Electronic Arts (EA), anuncia nesta terça-feira, 25, o lançamento de um pacote adicional de itens com roupas vibrantes e cheias de glitter inspiradas na mais popular festa brasileira. Chamada de Kit Moda Bloco de Carnaval, a coleção foi criada pela drag queen brasileira Pabllo Vittar, responsável por ser a diretora criativa do projeto.

Além de desenhar as peças inclusas no pacote do jogo, a artista traduziu e regravou a canção "Buzina", abertura do disco "Não Para Não" (2019) e um dos maiores hits dos Carnavais pré-pandêmicos, para a língua exclusiva do jogo, o "simlish" — uma das marcas registradas da franquia, que soma mais de 20 anos no mundo dos jogos e reúne fãs de todas as idades ao permitir a simulação de situações do cotidiano em um mundo virtual onde tudo é possível, de alienígenas descendo dos céus a desenvolver um relacionamento amoroso com a Morte.

"Eu nunca pensei que iria regravar alguma canção minha na língua do jogo", afirma ao Estadão, Pabllo Vittar, de 28 anos, que diz ser fã do game desde pequena. Antes da maranhense, nomes como Katy Perry e Lilly Allen também regravaram clássicos para o simlish, que possui alfabeto e estrutura linguística próprios.

"Me sinto muito honrada. Esse projeto é outro nível para mim como artista, tanto pelo prestígio que The Sims tem, quanto por ser uma artista LGBTQIA+ brasileira", completa ela, que surgiu na cena musical do Brasil em 2017 com hits que misturam sons tradicionais do País (forró e funk, por exemplo) com batidas do pop internacional - desde então, tornou-se um dos maiores nomes do Carnaval brasileiro.

O processo de desenvolvimento do pacote levou entre três e quatro meses e a inspiração veio das próprias roupas da artista, que tem em seus figurinos exóticos uma das suas marcas registradas. Poderão ser encontrados, por exemplo, looks com croppeds, saias, shorts e blusas com lantejoulas, glitter e paetês, cores neon e estampas tropicais ou de frutas.

Tradicionalmente, The Sims já traz centenas de roupas, adereços e maquiagens, mas é possível incrementar a experiência ao comprar outras expansões e kits temáticos, como pacotes de vampiros (inspirados no estilo gótico) ou ecológico (mais hippie). A chegada do Carnaval ao jogo, no entanto, é nova nas mais de duas décadas da franquia, o que foi um desafio para o processo de criação de Pabllo.

"Nosso Carnaval é muito plural, não tem um único look. Eu quis levar o nome do Brasil e da nossa festa para vários lugares do mundo a partir do jogo", conta. "Quisemos fazer uma cartela bem abrangente de itens."

O Kit Moda Bloco de Carnaval, com curadoria de Pabllo Vittar, chega às lojas digitais em 3 de fevereiro por R$ 29. O jogo está disponível para computadores PC e Mac (via Origin e Steam) e para os consoles PlayStation 4, PlayStation 5, Xbox Séries S/X e Xbox One.

Pabllo Vittar também traduziu para 'simlish' e regravou a canção 'Buzina' 
Pabllo Vittar também traduziu para 'simlish' e regravou a canção 'Buzina'
Foto: Divulgação / Estadão

Diversidade

Para Pabllo, que já havia feito uma parceria com o jogo em 2019 ao ser transformada em um Sim (nome dado aos personagens do jogo), o novo pacote de Carnaval do The Sims reforça o apelo à diversidade. "Eu sempre fui muito fã do jogo, porque me possibilitava criar nosso próprio mundo e me deixava ser bem livre", diz a artista.

Em 1999, pouco antes do seu lançamento, o game causou furor na Electronic Entertainment Expo (E3), principal feira de jogos eletrônicos do mundo, ao permitir que duas personagens de mesmo sexo pudessem se beijar. Apesar da repercussão negativa na época em parte da comunidade gamer, o jogo tornou-se um dos favoritos para pessoas LGBT+ ao normalizar situações que, no mundo aqui fora, eram tabu.

Desde então, as quatro versões de The Sims têm abraçado cada vez mais a diversidade, trazendo possibilidades de criar relacionamentos homoafetivos, personagens transsexuais e customização de diferentes tons de pele e de tipos de cabelos.

Na última versão, por exemplo, The Sims 4 aposta em sair dos padrões binários de gênero, permitindo criar personagens andróginos por meio de novas formas de andar, alterações no tom de voz e diferentes tipos de corpos.

"Eu amo The Sims porque permite viver o que você quiser lá dentro. E essa coleção nova vai tornar o jogo mais divertido", completa Pabllo.

Estadão
Publicidade
Publicidade