PUBLICIDADE

Entenda a história dos jogos da série Life is Strange

Life is Strange traz histórias e narrativas envolventes mas nem sempre fáceis de entender

8 set 2021 17h29
ver comentários
Publicidade
Life is Strange
Life is Strange
Foto: Square Enix/Divulgação

Desenvolvido pela Dontnod Entertainment e publicado pela Square Enix, Life is Strange é uma série de jogos que foge da típica Jornada do Herói e busca contar uma história bem desenvolvida, com personagens profundos e uma narrativa que impressiona - jogos onde a sensibilidade envolvida em cada detalhe ultrapassa elementos da jogabilidade e nos proporciona uma experiência única.

Para você se preparar para o lançamento de Life is Strange: True Colors, que tal relembrar o que rolou nos jogos anteriores e na expansão Before the Storm?

Life is Strange

Life is Strange
Life is Strange
Foto: Square Enix / Divulgação

O primeiro jogo da série conta a história de Max Caulfield, uma estudante de fotografia que volta para sua cidade natal, Arcadia Bay - cidade fictícia no estado de Oregon -, após cinco anos fora. 

Tudo começa com Max no meio de uma tempestade e, ao tentar alcançar um farol, ela vê um tornado indo em direção à cidade. O farol é destruído em um impacto com um barco de pesca e, prestes a cair sobre Max, ela acorda em sua aula de fotografia. Inicialmente, é difícil saber qual é o objetivo real do jogo: na pele de Max, sabemos todos os seus pensamentos, temos acesso ao seu diário e podemos tomar diversas decisões. 

As coisas mudam quando a protagonista presencia um assassinato que serve como gatilho para uma descoberta que ditará o rumo de toda a história: Max tem o poder de voltar no tempo a qualquer momento, o que faz com que cada escolha influencie diretamente no final do jogo, sendo que as principais resultam em um destrutivo efeito borboleta.

A teoria do caos diz que o simples bater de asas de uma borboleta pode influenciar o curso natural dos acontecimentos e até mesmo provocar tufões do outro lado do planeta. Essa é uma regra que cerca a trama e nos mostra as consequências de uma nova chance.

A história começa a se desenrolar quando Max encontra sua antiga melhor amiga, Chloe Price. Juntas, elas começam a investigar uma série de acontecimentos, como o desaparecimento de Rachel Amber, o sequestro de Kate Marsh e o tráfico de drogas de Nathan Prescott. Max conta para Chloe sobre seus poderes e suas visões assustadoras sobre o tornado que chegaria à cidade na próxima sexta-feira - seria possível salvar a Arcadia Bay da destruição?

Dividido em cinco capítulos, o jogo te coloca à frente de difíceis decisões durante todo o tempo. É interessante notar como Life is Strange lida com a empatia e como tratamos outras pessoas: a conhecida hostilidade entre adolescentes é retratada no jogo, ainda mais em uma sociedade onde se tornou essencial conseguir ser aceito do jeito que você é. 

Aos poucos, Max vai percebendo que é impossível controlar o tempo e que seu poder possui consequências dolorosas. As investigações da dupla começam a ficar emocionantes e chegam a conclusões muitas vezes surpreendentes dependendo de quais escolhas tomamos. Porém, a decisão mais agoniante e difícil ainda está por vir.

Max descobre que a tempestade que está chegando é uma consequência direta de uma decisão que salvou a vida de Chloe, que entrega à Max a foto da borboleta azul que ela havia tirado antes do acontecimento em um dos capítulos anteriores do jogo. A última decisão do jogo é: sacrificar Chloe e salvar toda a cidade da tempestade, ou sacrificar Arcadia Bay para manter Chloe viva?

Before the Storm

LiS: Before the Storm
LiS: Before the Storm
Foto: Square Enix/Divulgação

Desenvolvido pelo estúdio Deck Nine, Life is Strange: Before the Storm se passa três anos antes do primeiro jogo da franquia vencedora do prêmio BAFTA. Dessa vez, jogamos com Chloe Price e não temos o elemento central do primeiro jogo: o poder de voltar no tempo. Ainda assim, a prequel consegue trazer de volta a mesma sensação para quem jogou o primeiro título. 

Durante Before the Storm, acompanhamos a inesperada amizade de Chloe Price e Rachel Amber, uma importante personagem do jogo original. Juntas, elas precisam confrontar os demônios uma da outra, buscando as melhores formas de superá-los. Mesmo não tendo sido produzido pela Dontnod, a essência de Life is Strange é retratada com maestria: relacionamentos, amizades e a importância das nossas escolhas.

Dessa vez, o jogo é dividido em três capítulos, além de contar com um episódio bônus, chamado Despedida, que se passa cinco anos antes de Before the Storm e mostra a amizade entre Max e Chloe, juntas ainda como adolescentes. 

Por fim, é interessante ressaltar a influência direta do cultuado seriado Twin Peaks durante o primeiro jogo e a expansão. A obra de David Lynch permeia o jogo em diversas referências, mas Before the Storm vai além e praticamente revive o filme baseado na série, lançado em 1992.

Life is Strange 2

Life is Strange 2
Life is Strange 2
Foto: Square Enix/Divulgação

Três anos após o sucesso do primeiro jogo, a Dontnod deixou de lado suas protagonistas e seguiu um novo rumo, com uma trama inédita e muito bem recebida pela crítica. 

O segundo começa de forma tranquila, até que um acontecimento trágico coloca os irmãos Sean e Daniel Diaz em fuga: eles assistem o pai ser baleado e morto em um caso infelizmente rotineiro na realidade americana, a violência policial.

O discurso político fica claro durante todo o jogo, mas não de forma impositiva como em tantas outras obras que abordam assuntos delicados. Life is Strange 2 é real e, mesmo estando diante de um game com elementos sobrenaturais, nos coloca de frente a uma realidade não muito fácil de se aceitar.

O segredo da Dontnod mora justamente nesse aspecto tangível, que vai além de qualquer discurso ou elemento de jogabilidade. Conseguimos nos colocar na pele de Sean e Daniel e passamos a nos importar profundamente com eles. Porém, o passado não pode ser mudado desta vez. 

Novamente, cada decisão importa profundamente. A vida na estrada durante a fuga não é nada fácil e Sean, responsável pelo seu irmão mais novo, aos poucos se dá conta disso.

Onde jogar?

Atualmente, é possível jogar os games da série Life is Strange em praticamente todas as plataformas atuais: o jogo original e Before the Storm estão disponíveis para PC e Mac, PS3, PS4, Xbox 360, Xbox One, Xbox Series X/S, Nintendo Switch, Android e iOS. O segundo jogo está disponível para PC, Linux, Mac, PS4, Xbox One e Xbox Series X/S.

True Colors

No próximo jogo da série, você assume o comando de Alex Chen, uma jovem que usa seus poderes psíquicos para descobrir segredos da pequena cidade de Haven Springs, e saber a verdade por trás da morte de seu irmão em um acidente suspeito. Ela tem a habilidade de Empatia, que permite vivenciar, absorver e influenciar as emoções dos outros.

Life is Strange: True Colors chega em 10 de setembro para PC, PS5, PS5, Stadia, Xbox One e Xbox Series X/S.  Além disso, Life is Strange Remastered Collection, um relançamento completo dos dois primeiros jogos da saga, será lançado em 2022.

Fonte: Game On
Publicidade
Publicidade