PUBLICIDADE

DLSS + Ray Tracing: Veja games rodando com e sem a tecnologia

Tecnologia aumenta desempenho nas taxas de quadros por segundo dos jogos, mas algumas vezes há um preço a se pagar

21 mai 2021 17h09
| atualizado em 22/5/2021 às 10h48
ver comentários
Publicidade
Comparativo Ray Tracing e DLSS no PC
Comparativo Ray Tracing e DLSS no PC
Foto: GameOn / Divulgação

Lançado há pouco tempo pela Nvidia, juntamente com suas novas placas de vídeo, a tecnologia DLSS (Deep Learning Super Sampling) utiliza o poderio das GPUs para renderizar melhor as imagens por meio de inteligência artificial, fazendo com que os games tenham um desempenho superior na taxa de quadros por segundo, em especial quando estão com o Ray Tracing ativado.

Ao executar essa tecnologia, que foi pensada para atuar junto com o Ray Tracing, os jogos têm um sensível ganho em suavidade e nos FPS (quadros de animação exibidos por segundo), entretanto, dependendo da configuração, existe um preço considerável: os gráficos e a resolução.

Por atuar de modo inteligente, o DLSS faz escolhas automáticas na renderização e isso pode, dependendo do jogo, afetar a resolução da imagem.

Comparativo de Ray Tracing e DLSS em jogos::

Em Cyberpunk 2077, por exemplo, essa diferença fica mais evidente. Ao ativar somente o Ray Tracing, recurso que torna a iluminação mais realista, os gráficos e a resolução do jogo ficam claramente superiores, com cores e texturas mais vivas, porém com o custo de ter a taxa de quadros despencando. Entretanto, ao ativar o DLSS, o ganho nos FPS afeta diretamente a qualidade da imagem, trazendo um certo dilema. O jogo ainda traz várias opções de otimização do DLSS (no vídeo ativamos a mais agressiva). No final, resta aos jogadores de PC decidirem utilizar o recurso, ou perderem alguns minutos configurando o jogo para deixar da melhor maneira possível.

Em Minecraft, por sua vez, essa diferença é menos sensível, já que o jogo é bem mais leve do que o título da CD Projekt Red. Inclusive é bem perceptível a enorme qualidade que o jogo consegue chegar através do Ray Tracing, em conjunto com o recurso de DLSS melhorando a taxa de quadros.

Gráfico mostrando o DLSS em alguns jogos, como Call of Duty e Fortnite
Gráfico mostrando o DLSS em alguns jogos, como Call of Duty e Fortnite
Foto: Divulgação/NVIDIA

Segundo a Nvidia, em termos de porcentagem, Cyberpunk 2077 tem ganhos de até 333% nos FPS quando o DLSS está ativado, enquanto Minecraft with RTX fica na casa dos 280%.

A tendência é que com o passar dos anos e as melhorias nos softwares e placas, tanto o DLSS quanto o Ray Tracing possam trabalhar de maneira ainda mais competente aliando gráficos e resolução a um desempenho em taxas de quadros por segundo superior.

Fonte: Game On
Publicidade
Publicidade