PUBLICIDADE

WarioWare: Move It!: A loucura não pode (literalmente) parar

Exclusivo de Nintendo Switch é uma excelente fonte de diversão para um fim de semana entre amigo

9 nov 2023 - 10h15
(atualizado às 10h16)
Compartilhar
Exibir comentários
WarioWare: Move It! está disponível exclusivamente para Nintendo Switch
WarioWare: Move It! está disponível exclusivamente para Nintendo Switch
Foto: Reprodução / Nintendo

Pouco mais de dois anos após o lançamento de Get It Together!, Wario e sua trupe retornam ao Nintendo Switch para mais uma rodada de microjogos insanos, desta vez em uma ilha paradisíaca e com controles por movimento como tema central em WarioWare: Move It!.

E mais uma vez o anti-herói da Nintendo nos mostra que a loucura presente em seus jogos não pode — literalmente — parar.

Ilha da Fantasia

Se WarioWare: Get It Together! investiu na difusão de histórias para justificar os microjogos, dando a cada um dos personagens secundários de Wario sua própria trama e motivação para entrar no game do vilão bigodudo, WarioWare: Get It Together! foi todo planejado em torno de uma palavra: coesão.

Agora a historinha que justifica o game e a motivação de todos os personagens é uma só: Wario ganha uma viagem para passar férias em um resort localizado em uma ilha paradisíaca. O prêmio ainda dá direito a incluir 20(!) acompanhantes, o que faz com que todos os amigos imediatamente se pendurem na aba do bigodudo ganancioso. 

Porém, um acidente faz Wario despertar uma antiga divindade que só pode ser acalmada com gestos feitos a partir de pedras sagradas (que curiosamente têm o formato idêntico aos Joy-Cons), e é aí que a doidera começa, com Wario correndo de diversos perigos e dando início aos jogos. 

Rôle (não tão) aleatório

Como o título do jogo nos sugere ("Move it!" significa "Mexa-se!" em tradução livre), todos os microgames e desafios deste WarioWare são baseados em gestos e ações que utilizam os sensores de movimento dos Joy-Cons do Nintendo Switch.

Dessa forma, para vencer, cabe ao jogador superar desafios que exigem ações baseados em gestos "temáticos". Por exemplo: Nos jogos do tipo "Choo Choo", o jogador tem que girar os braços como se fossem as rodas de um trem; enquanto os do tipo "Sky Stretch" exigem que se estique os braços para cima. Assim, conforme o jogador progride na campanha, novos gestos "temáticos" são desbloqueados. 

Essa coesão é a grande vantagem de Move It! em relação a seu antecessor. Isso porque no game de 2021, cada personagem tinha um controle próprio, o que gerava uma óbvia confusão e consequente frustração quando os jogadores se viam diante de uma sucessão insanamente rápida de microgames que duravam segundos e controlavam diferentemente uns dos outros.

Já em Move It!, os jogadores podem memorizar os temas dos gestos e assim ter maior chance de vencer — o que, como veteranos da franquia bem sabem, pode levar apenas alguns segundos. Ainda sobre os controles, os desenvolvedores de Move It implementaram uma surpreendente precisão nos gestos e dificilmente os jogadores conseguirão "roubar" para evitar algumas poses propositalmente ridículas.

Considerações

WarioWare: Move It! – Nota: 7
WarioWare: Move It! – Nota: 7
Foto: Reprodução / Game On

Em resumo, com pouco mais de 200 microgames e alguns modos extras multiplayers (que desta vez exigem um par de Joy-Cons para cada jogador), que são liberados após o término da (curta) campanha, WarioWare: Move It! tem duração e conteúdo similares aos de games anteriores da série, e seus fãs sabem o que esperar das maluquices de Wario & cia limitada.

Tal qual uma viagem de verão, WarioWare: Move It! pode ser uma boa diversão de fim de semana entre amigos.

WarioWare: Move It! está disponível para Nintendo Switch.

*Essa análise foi feita com uma cópia gentilmente cedida pela Nintendo.

Fonte: Game On
Compartilhar
Publicidade
Publicidade