PUBLICIDADE

Decarnation é uma boa experiência de terror psicológico

Game indie com visual retrô conta com a participação do compositor de Silent Hill

27 mai 2023 - 09h36
Compartilhar
Exibir comentários
Decarnation é um ótimo jogo indie de terror psicológico
Decarnation é um ótimo jogo indie de terror psicológico
Foto: Decarnation / Reprodução

Não deixe os gráficos pixelados te enganarem: Decarnation é um jogo que aborda temas psicológicos pesados, como trauma, ansiedade e depressão para convidar o jogador a uma experiência reflexiva.

Quer conhecer outros jogadores, saber das últimas novidades dos games e ter acesso a brindes e campeonatos? Participe do nosso Discord!

Como outras obras do gênero de horror psicológico, o jogo da produtora independente Atelier QDB brinca com a percepção do personagem sobre a realidade, mas poderia ter aproveitado melhor certos recursos que só os jogos eletrônicos podem oferecer. 

Desespero e aflição

O jogo acompanha Glória, uma dançarina de cabaré residente em Paris nos anos 90 que parece ter uma ótima vida, mas esconde vários demônios em sua mente. Ela tem um emprego estável, um relacionamento amoroso com uma estudante chamada Joy, e até foi convidada por um famoso escultor para que ela se tornasse a sua próxima peça. 

Porém, Glória é uma mulher insegura, e suas ações e pensamentos no decorrer da primeira hora do jogo deixa isso cada vez mais evidente. Após vivenciar uma situação traumatizante no dia do lançamento de sua estátua em um dos melhores museus de Paris, Glória se vê perdendo tudo que construiu nos últimos anos. 

Assim, após sofrer uma sequência de notícias ruins em um período tão curto de tempo, Glória finalmente se entrega à loucura e a depressão que ela tentava esconder, fazendo com que ela caísse em uma “toca de coelho” para as partes mais obscuras de sua mente.

Deprimida e sem rumo, Glória decide aceitar a proposta de emprego de um suposto magnata, que dizia admirar o trabalho da jovem dançarina no cabaré. Eles marcaram um encontro no meio de uma floresta abandonada, e Glória acaba caindo em uma grande armadilha. Para o jogador, é óbvio que essa história de emprego repentino não soava como uma boa ideia, mas Glória estava no fundo do poço, e não conseguia mais raciocinar.

Ela acorda horas depois em um quarto, que era mais parecido com uma cela de prisão. Uma câmera vigiava todos os seus movimentos, uma voz era transmitida por meio de um alto-falante, e um mordomo que parecia ter saído de algum filme macabro do Kubrick (sim, estou pensando em “O Iluminado”) surge para entregar comida e conversar com a jovem.

Eu, como jogador, conseguia sentir o desespero da personagem preso dentro daquela sala. Tentei fazer algum tipo de arma para sair daquele lugar, mas segundo a voz misteriosa, a “resistência era fútil”. Tudo que restava para Glória era dormir, e é aí que as coisas ficam complicadas.

Mundo de pesadelos

Elementos de terror do mundo despedaçado de Decarnation são alegorias para a saúde mental da protagonista
Elementos de terror do mundo despedaçado de Decarnation são alegorias para a saúde mental da protagonista
Foto: Decarnation / Reprodução

Ao dormir, Glória é transportada para um mundo parecido com o atual, mas que escondia algum segredo mórbido. Monstros andam pelos corredores, espíritos perseguem Glória, e puzzles assustadores ficam espalhados para impedir o progresso da jovem. 

Este mundo é uma réplica do estado mental da dançarina. Presa dentro daquele quarto maldito, ela usa as aventuras neste mundo como uma válvula de escape, fugindo de monstros que representam figuras de sua vida (sua namorada, sua mãe, seu antigo chefe) e vendo locais corrompidos por algum espírito maligno. Glória começa a perder a sua sanidade lentamente, e o jogador é convidado a acompanhar a jovem sem nenhuma forma de ajudar.

Existiam vários momentos onde eu não sabia o que era “real” e o que era “sonho”. A narrativa segue uma estrutura linear bem cinematográfica, e o jogo brinca com cortes de cenas de uma forma brilhante para entregar essa sensação de dúvida e agonia. 

Você não está apenas controlando a Glória, você está se tornando ela. A trilha sonora, orquestrada pelo fantástico Akira Yamaoka (compositor da trilha de Silent Hill), também ajuda a entregar a sensação de angústia que está presente o tempo todo em Decarnation.

Com muitos puzzles e exploração, a campanha de Decarnation dura cerca de seis horas
Com muitos puzzles e exploração, a campanha de Decarnation dura cerca de seis horas
Foto: Decarnation / Reprodução

Porém, eu imagino que os desenvolvedores perderam uma enorme oportunidade em explorar formas de juntar a jogabilidade com o terror psicológico predominante no jogo. A jogabilidade se resume em explorar o mundo dos pesadelos, interagir com Glória presa no quarto, e em completar algumas séries de puzzles. Fora isso, você vai passar 80% do seu tempo lendo texto e assistindo cenas, o que não é algo ruim, mas pode não agradar a todos.

O jogo até tentou inovar com um minigame de dança criativo que casa muito bem com o terror psicológico, mas é somente um caso isolado que não se repete durante a história que levou um pouco mais de 6 horas para completar. O jogo tem foco na narrativa, sim, mas eu imagino que poderiam ter explorado diferentes formas para dar mais controle ao jogador.

Considerações

Decarnation é um jogo reflexivo que vai fazer de tudo para deixar o jogador imersivo nos traumas e nas dores da personagem Glória. Eu fiquei impressionado com a forma que o jogo abordou certos temas que podem ser considerados “tabu” ou “gatilhos”, e o seu desfecho foi bom o suficiente para me deixar pensativo horas após ter visto os créditos.

Decarnation - Nota 8
Decarnation - Nota 8
Foto: Game On / Divulgação

Eu apenas acredito que poderiam ter usado a mídia interativa de uma forma mais criativa para contar a história que queriam contar. Não me leve a mal, o que fizeram com Decarnation funciona bem demais, mas imagino que poderiam ter dado um pouco mais de liberdade criativa ao jogador que está tão desesperado quanto a Glória para sair daquele lugar e voltar para o mundo real.

Decarnation está disponível para PC e Switch.

*Esta análise foi feita no PC, com uma cópia do jogo gentilmente cedida pela Shiro Unlimited.

Fonte: Game On
Compartilhar
Publicidade
Publicidade