PUBLICIDADE

Análise: Monster Hunter Stories 2 é 'Pokémon' da Capcom

Jogo é porta de entrada para Monster Hunter e adapta mecânicas da série para lutas por turnos

8 jul 2021 11h35
ver comentários
Publicidade
Monster Hunter Stories 2: Wings of Ruin
Monster Hunter Stories 2: Wings of Ruin
Foto: Capcom / Divulgação

Monster Hunter Stories 2: Wings of Ruin é o mais novo game da famosa franquia da Capcom, com versões para PC e Nintendo Switch. É um jogo diferente dos Monster Hunter tradicionais: o jogador não caça monstros, mas os coleciona e luta ao lado deles, em uma mistura inusitada das mecânicas típicas da franquia com elementos que lembram os games da série Pokémon. E por incrível que pareça, a receita funciona muito bem!

Monster Hunter é uma das franquias mais bem suscedidas da Capcom, principalmente no Japão, mas que levou muito tempo para conquistar o público ocidental: foi com Monster Hunter World, lançado para PS4, Xbox One e depois para PC, que a série realmente ganhou espaço por aqui. Ainda assim, suas mecânicas de ação e sistemas meio exotéricos, que exigem um grau de conhecimento elevado do jogador, acabam por impedir que muita gente se arrisque neste mundo fantástico. É aí que Monster Hunter Stories brilha, ao adaptar o jogo para um formato mais acessível, com batalhas por turnos e uma história mais clara e envolvente.

O primeiro Monster Hunter Stories foi lançado para Nintendo 3DS, já no final do ciclo de vida do portátil. Não é necessário conhecimento deste jogo, ou mesmo da série, para se divertir com Monster Hunter Stories 2. A trama é muito bem contada em diálogos e longas cenas ao estilo anime, tudo com legendas em português. Veteranos do primeiro jogo vão reconhecer personagens e referências diretas, mas quem chegou agora vai se divertir e compreender a história perfeitamente.

O jogador assume o papel de um jovem (ou uma jovem, você decide) montador, um guardião de uma remota ilha tropical que vive em harmonia com os monstros, chamados por eles de 'monsties'. Não demora para o personagem se ver envolvido em eventos importantes, ligados a uma antiga profecia sobre um monstro conhecido como "Asas da Ruína" e precisa partir em uma jornada para salvar o mundo.

"Pokémon" com "Monster Hunter"

O jogador controla seu personagem e também um grupo de até seis monsties, que podem ser trocados conforme a necessidade, seja para usar alguma habilidade específica de um deles durante a exploração, ou durante o combate. Só um dos seus monsties pode lutar ao seu lado por vez. O combate segue um sistema simples de 'pedra-papel-tesoura', em que golpes fortes, rápidos e técnicos se sobrepõem, mas também inclui uso de habilidades, itens e combinações entre os ataques de dois ou mais membros do grupo - acompanhados de animações empolgantes.

Certas situações e criaturas requerem o uso de armas diferentes, itens e elementos específicos. Curiosamente, não é diferente do Monster Hunter original nesse aspecto, mas como as batalhas são todas por turnos, o jogador tem tempo para pensar e tomar decisões antes de ser atropelado por monstros furiosos. Para quem não tem toda a habilidade e reflexos que a série tradicionalmente exige, Monster Hunter Stories é a grande oportunidade de finalmente entender e se envolver com o universo fantástico criado pela Capcom.

Combate por turnos em Monster Hunter Stories 2
Combate por turnos em Monster Hunter Stories 2
Foto: Monster Hunter Stories 2 / Reprodução

Controlar os monstros é outro diferencial importante, pois cada um deles tem poderes e ataques únicos. Comandar os monsties em batalha ajuda a entender como eles funcionam, o que facilita muito na hora de enfrentar um monstro igual em um combate.

O jogador consegue novos monstros ao invadir ninhos e roubar ovos, que são levados para chocar em uma fazenda. O tipo do ovo, seu cheiro e peso dão dicas do tipo de monstro que pode sair dele. Há também ninhos especiais que podem render ovos de monstros mais raros, o que instiga o jogador mais complecionista a explorar cada recanto e voltar até regiões por onde já passou.

Eventualmente, o jogador pode combinar genes de um ovo em outro e assim criar monstros ainda mais poderosos. 

Um pequeno mundo para explorar

Monster Hunter Stories 2
Monster Hunter Stories 2
Foto: Capcom / Divulgação

Controlar os monstros é outro diferencial importante, pois cada um deles tem poderes e ataques únicos. Comandar os monsties em batalha ajuda a entender como eles funcionam, o que facilita muito na hora de enfrentar um monstro igual em um combate.

O jogador consegue novos monstros ao invadir ninhos e roubar ovos, que são levados para chocar em uma fazenda. O tipo do ovo, seu cheiro e peso dão dicas do tipo de monstro que pode sair dele. Há também ninhos especiais que podem render ovos de monstros mais raros, o que instiga o jogador mais complecionista a explorar cada recanto e voltar até regiões por onde já passou.

Eventualmente, o jogador pode combinar genes de um ovo em outro e assim criar monstros ainda mais poderosos. 

Exploração e criação de itens

Monster Hunter Stories 2
Monster Hunter Stories 2
Foto: Monster Hunter Stories 2 / Reprodução

Após dar seus primeiros passos como montador na ilha inicial, o jogador parte para conhecer o mundo de Monster Hunter Stories, visitando outras regiões em sua jornada. Embora pareça ser algo muito maior, a verdade é que cada área é relativamente pequena - e os ninhos dos monstros costumam ser reaproveitados, o que é uma pena. Pelo menos, essas áreas abertas são bem diversas entre si e guardam segredos que só podem ser alcançados com o tipo apropriado de monstie, estimulando o jogador a voltar.

Certos monsties têm uma habilidade que ajuda na exploração: alguns podem saltar pelas colinas, outros podem nadar através de correntezas ou escalar por trepadeiras, ou até mesmo espantar monstros selvagens com seus gritos.

Monster Hunter Stories 2
Monster Hunter Stories 2
Foto: Monster Hunter Stories 2 / Reproduçao

A exploração e o combate rendem não só pontos de experiência que deixam os personagens e seus monsties mais fortes, mas também ingredientes e partes de monstros que são usados para produzir itens, armas e armaduras melhores. É um elemento essencial de Monster Hunter que se encaixa muito bem nesse formato de jogo.

É possível jogar em modo cooperativo online com mais um jogador, mas o multiplayer é um extra e não uma atividade praticamente obrigatória como nos outros jogos da série. Monster Hunter Stories 2 é uma ótima aventura para se passar muitas horas sozinho, curtindo a história, explorando seu mundo, colecionando monsties e descobrindo como aprimorar seus equipamentos.

Conclusão

Monster Hunter Stories 2: Wings of Ruin - Nota 8
Monster Hunter Stories 2: Wings of Ruin - Nota 8
Foto: Game On / Divulgação

Monster Hunter Stories 2 é uma ótima porta de entrada para a franquia e está disponível em duas plataformas mais populares do que o Nintendo 3DS, onde a série estreou. O jogo tem  um visual agradável e uma trama envolvente, mas principalmente, apresenta e ensina os elementos e mecânicas de Monster Hunter de forma mais acessível para os jogadores.

Com legendas e  menus em português, Monster Hunter Stories 2: Wings of Ruin está disponível para PC e Nintendo Switch.

O jogo foi testado no Nintendo Switch, com uma cópia gentilmente cedida pela Capcom.

Fonte: Game On
Publicidade
Publicidade