0

Wallace aposta em preparação para Olimpíada e projeta futuro fora do Brasil

Oposto da seleção brasileira de vôlei revela que recebeu propostas de clubes da Rússia e da Turquia

24 abr 2020
15h16
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O oposto Wallace, da seleção brasileira de vôlei afirmou durante uma transmissão ao vivo no perfil oficial de sua patrocinadora, no Instagram, que recebeu propostas para jogar em clubes da Rússia e da Turquia e que projeta o futuro de sua carreira fora do Brasil. "Os times brasileiros já têm seus elencos definidos e acredito que meu futuro vai ser no exterior. Tenho o sonho de morar no Japão e jogar no voleibol de lá", explicou o oposto, que jogou a última temporada com a camisa do Sesc-RJ.

O atleta, que busca a conquista de sua terceira medalha olímpica nos Jogos de Tóquio-2020, em 2021, aprovou o adiamento da competição, que aconteceria neste ano, apesar de ter consciência de que estará mais velho e que isso pode prejudicar seus companheiros.

Wallace aposta em preparação para Olimpíada e projeta futuro fora do Brasil
Wallace aposta em preparação para Olimpíada e projeta futuro fora do Brasil
Foto: Divulgação/FIVB / Estadão

"O lado bom do adiamento é que teremos mais um ano para treinar. Já o lado ruim é que estarei mais velho. Se eu não me cuidar agora vou prejudicar meus companheiros lá na frente", confessou.

Wallace, que terá 34 anos durante a realização da Olimpíada, analisou as diferenças entre o comando técnico de Bernardinho e de Renan Dal Zotto. De acordo com o jogador, este último é mais tranquilo com o elenco.

"O Bernardinho se reinventou no ciclo de 2012/2016. A geração anterior estava mais acostumada com as broncas e por isso ele segurou mais com os mais jovens e deu certo. Já o Renan é mais tranquilo e administra bem o time", concluiu.

Veja também:

10 jogadores que levaram uma Copa do Mundo nas costas
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade