0

São Paulo/Barueri ganha do favorito Osasco-Audax e é campeão paulista feminino de vôlei

Equipe do técnico José Roberto Guimarães supera o adversário na decisão estadual ao vencer por 3 a 2

9 nov 2019
00h13
atualizado às 08h41
  • separator
  • 0
  • comentários

O São Paulo/Barueri ganhou novamente do Osasco-Audax em um duelo bastante equilibrado por 3 a 2 (22/25, 20/25, 26/24, 25/22 e 15/11) e conquistou o título do Campeonato Paulista feminino de vôlei. O time do técnico José Roberto Guimarães levou seu time a ganhar de uma equipe que já foi 14 vezes campeã estadual e com investimento bem maior.

"Fico feliz pela escolha que fiz, por estar em um time tão jovem, mas fomos a todo vapor. Agradeço a essas meninas, é um sentimento muito bom de satisfação por essa virada", disse Lorenne ao SporTV, chorando bastante de emoção. Ela relembrou que ficou dois anos no Osasco, mas teve poucas chances para jogar naquele período.

No primeiro set, o duelo começou equilibrado com as duas equipes se alternando na frente do marcador. Até que o Osasco abriu dois pontos de vantagem no momento que Jaqueline cresceu na partida. A jogadora fez pontos importantes e levou a equipe à vitória na parcial por 25 a 22, graças ao ponto decisivo da cubana Casanova.

No set seguinte, o Barueri não se encontrou, errou muitos ataques (ou ficou no bloqueio) e deixou as donas da casa tranquilas para aumentar a diferença. Com um ace de Jaqueline, o Osasco fez 13 a 6. Depois, aumentou para 17 a 7, abrindo dez pontos de diferença. O time do técnico José Roberto Guimarães até reagiu, diminuiu a vantagem, mas o Osasco fechou em 25 a 20.

O Barueri conseguiu reagir no terceiro set com Juma no saque e abriu uma vantagem inicial de 13 a 6. Mas aos poucos o Osasco foi equilibrando, empatou em 16 a 16 e no ponto da sérvia Bjelica virou para 20 a 19. Mas o tricolor manteve a calma e conseguiu fechar a parcial em 26 a 24, diminuindo a vantagem das adversárias.

Embalado com a vitória no terceiro, o Barueri começou o quarto set muito bem e no saque da Maira fez 10 a 6, abrindo uma pequena distância para o adversário. A diferença foi mantida durante alguns saques para ambos os lados até Bjelica diminuir para 21 a 19. Mas o Barueri manteve a calma e fechou em 25 a 22, levando o duelo para o tie break.

No quinto set, o Barueri iniciou um pouco melhor, mas o Osasco equilibrou e o confronto ficou parelho. Só que com bons bloqueios e erros das rivias, o tricolor abriu 12 a 9 para delírio de sua torcida no ginásio. Com ótima atuação, coube a Lorenne fechar a partida em 15 a 11 e garantir o primeiro título estadual da equipe.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade