1 evento ao vivo

Vasco perde para a Chapecoense e segue sem vencer fora de casa

15 jun 2017
00h20
atualizado às 01h41
  • separator
  • comentários

O Vasco segue sem vitórias fora de casa no Campeonato Brasileiro. Em partida disputada na noite desta quarta-feira, na Arena Condá, em Chapecó, o time carioca foi derrotado pela Chapecoense por 2 a 1. O resultado fez a equipe catarinense subir para a quarta colocação com 13 pontos, enquanto o Vasco segue com nove pontos ganhos, na 12ª posição. Os gols foram marcados por Andrei Girotto e Arthur para a equipe da casa, enquanto Jean anotou para o time de São Januário.

O jogo foi equilibrado e a Chapecoense foi mais objetivo para aproveitar as oportunidades que surgiram durante a partida. O Vasco entrou com uma formação cautelosa e não conseguiu se encontrar, em momento nenhum da partida. E só não sofreu mais gols por causa da ótima atuação do goleiro Martín Silva.

Na próxima rodada, a Chapecoense vai enfrentar o Botafogo, no Índio Condá; o Vasco vai receber o Avaí, em São Januário.

O jogo

Disposta a se reabilitar dos últimos resultados negativos, a Chapecoense começou a partida no ataque. Incentivado pela torcida, o time catarinense partiu para pressionar o Vasco que atuava de forma cautelosa. Aos seis minutos, após cruzamento de Seijas, Luiz Otávio cabeceou com perigo, mas a bola saiu.

A Chapeconse ficava muito tempo com a bola nos pés, tentando buscar espaço na defesa da equipe carioca. Aos dez, Andrei Girotto chutou e Martín Silva defendeu bem.

O Vasco pouco se aventurava no ataque, parecendo mais preocupado em bloquear os avanços do adversário. Aos 22 minutos, o volante Luiz Antonio chutou e Martín Silva defendeu com tranquilidade.

No time dirigido por Milton Mendes, o atacante Nenê era o mais avançado, mas não atuava de forma fixa, trocando de posições com Mateus Vital que se aproximava do experiente jogador.

Aos 25 minutos, o meia Alan Cardoso que já havia recebido cartão amarelo e seguia cometendo faltas, foi substituído por Andrezinho. Apesar de consolado pelo treinador cruz-maltino que tentou explicar a substituição, Alan Cardoso saiu chorando. Era o seu primeiro jogo pelo Campeonato Brasileiro.

Aos 28 minutos, a Chapecoense marcou o primeiro gol. Após cobrança de escanteio, Andrei Girotto dubiu mais do que a zaga para colocar a bola nas redes.

Aos 34 minutos, o Chapecoense esteve muito perto de marcar o segundo gol. Após cruzamento de Seijas, Luiz Otávio cabeceou e a bola bateu na trave e saiu.

O lance acordou o Vasco que passou a pressionar em busca do empate. Aos 30 minutos, após boa troca de passes, Douglas chutou forte e a bola bateu no rosto do goleiro Jandrei.

Um minuto depois, o Vasco empatou. Nenê bateu escanteio e Jean subiu para cabecear e deixar tudo igual.

Os dois times voltaram sem modificações para o segundo tempo. E logo aos cinco minutos, o time dirigido por Vagner Mancini criou a primeira chance para desempatar. Reinaldo cobrou lateral na área e Victor Eamos completou, mas Martín Silva salvou com o pé. Aos nove, Martín Silva voltou a salvar o Vasco com duas grandes defesas. Luiz Antonio chutou colocado, o goleiro uruguaio defendeu parcialmente e Arthur completou, mas Martín Silva defendeu outra vez.

A Chapecoense seguiu pressionando e Martín Silva continuava defendendo tudo. Aos 12 minutos, após cobrança de escanteio, Arthur cabeceou e o goleiro do Vasco fez outra grande defesa.

De tanto pressionar, a equipe catarinense chegou ao segundo gol, aos 16 minutos. Arthur mandou uma bomba no ângulo, sem qualquer possibilidades de defesa para Martín Silva.

Em desvantagem, o técnico Milton Mendes decidiu tornar o time mais ofensivo e trocou o volante Wellington pelo atacante Manga Escobar. A equipe da casa seguia controlando a partida e, aos 29, Neném arriscou e Martín Silva defendeu.

O técnico Milton Mendes queimou todas as substituições, mas o Vasco seguiu encontrando grande dificuldade para ameaçar o gol defendido por Jandrei. Já a Chapecoense se limitava a defender a vantagem, pouco se arriscando no ataque.

Aos 41 minutos, após levantamento de Nenê, Breno cabeceou forte e quase conseguiu marcar o gol do empate, mas a bola saiu.

Nos minutos finais, o time da casa apenas procurou administrar o resultado e acabou conquistando seu objetivo.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 2 X 1 VASCO

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)

Data: 14 de junho de 2017 (Quarta-feira)

Horário: 21h45(de Brasília)

Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)

Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (Fifa-BA) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)

Público: 10.003 pagantes

Cartão Amarelo: CHAPECOENSE: Rossi, Luiz Antonio, Luiz Otávio. VASCO: Alan Cardoso, Henrique.

GOLS:

CHAPECOENSE: Andrei Girotto, aos 28 minutos do primeiro tempo ; Arthur, aos 16 minutos do segundo tempo

VASCO: Jean, aos 40 minutos do primeiro tempo

CHAPECOENSE: Jandrei, Apodi Luiz Otávio, Victor Ramos e Reinaldo(Diego Renan); Andrei Girotto, Luiz Antônio e Seijas(Neném); Rossi,(Osman) Arthur e Wellington Paulista

Técnico: Vagner Mancini

VASCO: Martin Silva, Gilberto, Breno, Paulão e Henrique; Welington(Manga Escobar), Jean, Douglas, Alan Cardoso(Andrezinho) e Mateus Vital(Caio Monteiro); Nenê

Técnico: Milton Mendes

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade