1 evento ao vivo

Tóquio usará recicláveis para fazer medalhas dos Jogos 2020

Capital japonesa quer virar modelo sustentável nas Olimpíadas

14 mar 2018
12h03
  • separator
  • comentários

Os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio, em 2020, prometem ser uma das edições mais sustentáveis da história. Para isso, uma das medidas é usar materiais recicláveis para produzir as mais de cinco mil medalhas da competição.
    Segundo o ministério do Meio Ambiente do Japão, as medalhas também contarão com 0,048 gramas de ouro, 0,26 gramas de prata e 12 gramas de cobre.
    A campanha lançada pelo comitê organizador dos Jogos Olímpicos, que pediu para que os japoneses doassem seus antigos celulares, computadores e aparelhos eletrônicos, deu muito certo, tanto que foram arrecadados mais de 80 mil smartphones até o momento. Todos os dispositivos eletrônicos vão ser fontes de matéria-prima das medalhas de um dos maiores eventos esportivos do mundo.
    Tóquio pretende virar uma cidade sustentável modelo e usará as Olimpíadas para inaugurar o crescimento econômico e as iniciativas ecológicas na capital do país. Entre alguns dos objetivos é diminuir as emissões de gases de feito estufa e o consumo de energia.
    Em 2015, o uso de energia renovável representou apenas 11%, e, até 2030, Tóquio pretende elevar esse número para 30%. Uma das iniciativas do governo local é promover programas de poupança de energia para os prédios da cidade.
    No Parque Olímpico de Tóquio, o governo da cidade pretende transformar o local em uma área de baixa emissão de carbono, e utilizar somente hidrogênio. A mesma ideia vale para o restante da capital japonesa, que planeja introduzir nas ruas mais veículos ecológicos até 2030.
    Como os olhos do mundo estarão no Japão em 2020, Tóquio pretende continuar evoluindo no quesito ecológico, com o objetivo de se tornar até o início das Olimpíadas uma cidade sustentável modelo para servir de inspiração para muitas outras.

Ansa - Brasil   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade