PUBLICIDADE

Nadal vence Dimitrov e avança para 35ª duelo contra Federer

27 jan 2017 11h49
| atualizado às 12h05
ver comentários
Publicidade

Depois de um grande espetáculo na vitória de Roger Federer sobre Stan Wawrinka, a segunda semifinal do Aberto da Austrália também foi de excepcional qualidade. Em mais um jogo de cinco sets que, desta vez, beirou as cinco horas, Rafael Nadal derrotou Grigor Dimitrov e avançou para a decisão. Na final, um duelo que voltará a unir os dois maiores nomes de uma geração de tenistas, Federer x Nadal, com 31 títulos de Grand Slam em quadra.

São 17 Majors conquistados por Federer, maior campeão da história do tênis, contra 14 de Nadal, segundo na lista ao lado do estadunidense Pete Sampras .Será a 35ª vez que Nadal irá enfrentar Federer em uma final de torneio da ATP.

O tenista espanhol Rafael Nadal
O tenista espanhol Rafael Nadal
Foto: Getty Images

O começo não foi nada fácil para o espanhol. Logo no primeiro game, Nadal precisou salvar dois breakpoints antes de confirmar seu serviço. O tenista, então, foi muito bem no segundo saque de Dimitrov e conseguiu a quebra, abrindo vantagem no placar. A partir daí, Rafa apenas administrou e venceu o primeiro set por 6/3.

Já na segunda parcial, Nadal saiu atrás no placar após perder o serviço no quarto game. Ambos os tenistas, então, falharam em confirmar seus serviços na reta final e o set ficou embolado. O espanhol, então, foi muito pressionado e precisou salvar quatro set points no décimo game. Em seu próximo game, contudo, Dimitrov devolveu muito bem as bolas e conquistou uma quebra decisiva, vencendo por 7/5 e empatando a partida.

No terceiro set, o Touro Miúra saiu na frente com uma quebra no quinto game, mas Grigor se manteve no jogo devolvendo o break logo na sequência após três pontos decisivos salvos por Nadal. No tiebreak, o ex-número começou melhor, mas falhou em alguns saques e deixou Dimitrov encostar. Na reta final, o espanhol salvou um ponto importante e, após uma bola na rede do búlgaro, fechou o desempate por 7/5 para abrir 2 sets a 1.

Sem poder mais errar, o quarto set foi marcado por muita regularidade dos sacadores. Em nenhum momento um dos tenistas conseguiu uma brecha para quebrar o saque rival e a parcial novamente foi para o desempate.

No tiebreak, Dimitrov começou atrás após um erro não forçado. Com um backhand funcionando e um bom desempenho no saque-voleio, o búlgaro se manteve na partida e venceu o desempate por 7 a 4.

E mesmo quebrando a barreira das quatro horas, ambos os tenistas seguiram com muita força física no quinto set. No oitavo game, Dimitrov teve dois break points, mas Nadal se recuperou e, vibrando muito, confirmou seu serviço. Na sequência, o búlgaro sentiu a pressão e levou uma quebra crucial, deixando para Rafa decidir em seu saque.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade