PUBLICIDADE

Tênis

Copa do Mundo de Beach Tennis será revitalizada, diz Coordenador da CBT

Evento acontece na capital paulista entre os dias 10 e 15 de dezembro

17 jun 2024 - 12h48
(atualizado às 12h48)
Compartilhar
Exibir comentários
Jeferson Pinto /
Jeferson Pinto /
Foto: Veiga Produções / Esporte News Mundo

A Copa do Mundo de Beach Tennis terá uma nova cara para 2024. Depois de problemas na edição do ano passado, o evento deste ano será disputado novamente em São Paulo, entre os dias 10 e 15 de dezembro, em uma arena na avenida Roque Petroni Júnior, na zona Sul de São Paulo, com capacidade para 4 mil torcedores. 

De acordo com Jeferson Pinto, coordenador nacional de beach tennis da CBT, a Copa do Mundo promete uma grande festa na capital paulista. Além do novo local, o torneio contará com premiação em dinheiro para os atletas pela primeira vez. Essa era uma das principais reivindicações dos atletas.

"A premiação será de US$ 35 mil dólares divididos entre os países com campeão, vice, semis e quartas nos padrões ITF, 40% pro país campeão, 24% pro vice, 10% pra cada semifinalista e 4% pra cada país eliminado nas quartas", afirmou Jefferson Pinto.

A Copa do Mundo de Beach Tennis terá organização da Federação Paulista de Beach Tennis, com apoio da CBT, que fechou com a ITF por três temporadas. "A Federação Paulista assumiu esse evento a partir deste ano, que é o do centenário da FPT, parabéns para a entidade e já vem fazendo grandes eventos desde o ano passado com o Sand Series de Ribeirão Preto. Eles fecharam por três anos com a ITF", destacou o coordenador.

O torneio será disputado por 16 países no profissional e 12 no juvenil. A Itália é a maior campeã com seis títulos, apenas um a mais que o Brasil.

"Vamos atrás do hexa para igualar a Itália, estamos correndo atrás deles. Pelo ranking mundial, estamos parelhos e não deixamos nada a desejar. A França está bem, com boa seleção, com Gianotti como número 1 e a Espanha. A Rússia ainda não está liberada para jogar. Imagino que o título fique entre Brasil, Itália, França e Espanha", finalizou.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade