PUBLICIDADE

Tênis

Bia Haddad derruba finalista de Wimbledon e vai à semifinal em Abu Dabi

Brasileira iguala campanha do ano passado, quando foi semifinalista do torneio disputado nos Emirados Árabes, e abre caminho para entrar no Top 10 nas próximas competições

9 fev 2024 - 12h49
(atualizado às 14h39)
Compartilhar
Exibir comentários
Bia Haddad
Bia Haddad
Foto: Twitter/TimeBrasil / Estadão

Beatriz Haddad Maia ganhou embalo na quadra dura do Torneio de Abu Dabi. Nesta sexta-feira, dia 9, a tenista número 1 do Brasil derrubou a tunisiana Ons Jabeur, finalista das duas últimas edições de Wimbledon, e avançou à semifinal da competição disputada nos Emirados Árabes Unidos. Bia venceu por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4, em 1h30min.

Esbanjando agressividade, principalmente no fundo de quadra, a 13ª do ranking dominou a atual sexta do mundo no primeiro set e foi a melhor tenista em quadra antes mesmo da tunisiana sentir dores na parte final da segunda parcial, quando chegou a chorar. Bia não oscilou e fechou a partida em seu segundo match point.

"Tenho boas memórias de nossa última partida. Tínhamos jogado outras partidas antes, a Ons é uma pessoa muito legal, uma jogadora muito importante para o tênis feminino. Em primeiro lugar, eu a respeito muito", comentou Bia, em referência ao confronto das quartas de final em Roland Garros do ano passado. Na ocasião, Bia avançou à semifinal em um resultado histórico para o tênis brasileiro.

O triunfo garantiu o retorno de Bia à semifinal em Abu Dabi, como já havia feito em sua única participação anterior no torneio, no ano passado. Na ocasião, acabou caindo nesta fase diante da suíça Belinda Bencic, atual campeã olímpica.

Desta vez, a tenista brasileira vai encarar a russa Daria Kasatkina, sétima cabeça de chave, que superou a romena Sorana Cirstea por 6/2 e 6/0. A outra semifinal terá a casaque Elena Rybakina e a russa Liudmila Samsonova. Bia é a sexta cabeça de chave do torneio e também está viva na chave de duplas ao lado de Luisa Stefani, em preparação da dupla para a Olimpíada de Paris-2024.

O resultado faz Bia defender os pontos conquistados no torneio do ano passado, sustentando sua 13ª posição no ranking. Na prática, ela se coloca em situação favorável para tentar entrar novamente no Top 10 nas próximas competições.

Nesta sexta-feira, Bia abriu vantagem no primeiro set ao obter a primeira quebra de saque da partida no quarto game. Chegou a exibir 5/2 no placar, antes de sacramentar a vitória na parcial. No segundo set, a brasileira manteve o embalo, faturou nova quebra e abriu 2/0 no marcador.

Desta vez, Jabeur reagiu ao devolver a quebra e virar o placar para 3/2. A tunisiana equilibrara a partida, mas continuava a sofrer com as potentes bolas de Bia no fundo de quadra. Numa destas trocas, Jabeur sentiu dores na região da coxa e do quadril e começou a chorar em quadra.

Sem pedir atendimento médico, ela continuou na partida, mas cometeu mais erros do que de costume. Bia manteve o ritmo, enquanto Jabeur demonstrava estar melhor nos dois últimos games da partida. A tunisiana chegou a ter três break points após Bia abrir 5/4 no placar. A brasileira salvou bolas perigosas, manteve a vantagem e fechou o jogo no game seguinte.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade