PUBLICIDADE

Surfe

Samuel Pupo vence primeira etapa do Challenger Series

Brasileiro derrotou o havaiano o Imaikalani deVault na final, na Austrália

13 mai 2023 - 17h21
Compartilhar
Exibir comentários

O brasileiro Samuel Pupo faturou, neste sábado (13), a primeira etapa do Challenger Series, a divisão de acesso à elite do surfe, em Gold Coast, na Austrália. No somatório de suas duas melhores notas, ele ficou com 15,1, enquanto o rival ficou apenas com 7,33 no somatório. 

Na decisão, o surfista derrotou o havaiano Imaikalani deVault. India Robinson venceu entre as mulheres. Samuel Pupo começou o ano de 2023 disputando a WSL, a elite do surfe. No entanto, seus resultados o fizeram cair para a divisão de elite. 

Samuel Pupo
Samuel Pupo
Foto: Lance!

O Brasil tem 15 representantes no Challenger Series, sendo 13 no masculino e dois no feminino. Haverá ainda outras cinco etapas, sendo a última em Saquarema (RJ). O campeonato vai classificar 10 homens e cinco mulheres para completar a elite de 2024 da WSL. Nas duas últimas temporadas, o Brasil garantiu duas vagas no masculino, mas nenhuma no feminino.

Conheça mais sobre os atletas

Entre os homens, os principais destaques ficam por conta de Samuel Pupo e Michael Rodrigues, que começaram o ano disputando o WSL, mas foram eliminados no corte do meio do ano. Já Jadson André lesionou o joelho direito em fevereiro, perdeu as primeiras etapas do Mundial e agora tentará voltar por meio do Challenger Series. 

Já Alejo Muniz, Deivid Silva e Ian Gouveia disputaram o WSL em temporadas anteriores. Matheus Herdy, por sua vez, disputou uma etapa do Mundial, no México, em 2021, mas como convidado.

A lista tem ainda algumas promessas do esporte nacional, como Ryan Kainalo e  Léo Casal, de 17 e 18 anos, respectivamente. A dupla vem de grandes feitos nas categorias de base. Edgarg Groggia, Lucas Silveira, Rafael Teixeira e Weslley Dantas também estão na disputa. 

No feminino, o Brasil é representado por Luana Silva e Silvana Lima. A primeira tem 19 anos e é americana, mas filha de brasileiros. Desde 2022, ela compete pelo Brasil. No ano passado, aliás, a surfista participou da WSL. Já Silvana tem o dobro da idade. Além de ter disputado a elite algumas vezes, também ficou famosa por ter representado o país nos Jogo Olímpicos de Tóquio. 

As etapas

1: Gold Coast (AUS) -  8 a 13 de maio

2: Sydney (AUS) - 17 a 24 de maio

3: Ballito (AFS) - 2 a 9 de julho

4: Huntington Beach (EUA) - 29 de julho a 6 de agosto

5: Ericeira (POR) - 1 a 8 de outubro

6: Saquarema (BRA) - 14 a 21 de outubro

On Board Sports
Compartilhar
Publicidade
Publicidade