1 evento ao vivo
Logo do São Paulo
Foto: Marcos Bezerra / Futura Press

São Paulo

São Paulo busca revanche contra Chape na segunda fase da Copinha

10 jan 2018
20h03
atualizado em 11/1/2018 às 09h42
  • separator
  • comentários

O São Paulo terá um algoz pela frente na segunda fase da tradicional Copa São Paulo. A partir das 19h30 (de Brasília) desta quinta-feira, no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, o sub-20 do Tricolor buscará a revanche contra a Chapecoense, que o eliminou na mesma etapa da edição 2017 do torneio.

As equipes reeditarão o confronto que terminou 4 a 3 para o time catarinense nos pênaltis, após o empate sem gols no tempo regulamentar. Por ter feito melhor campanha na fase de grupos, o São Paulo tem o direito de se manter sediado em Ribeirão Preto, forçando o elenco alviverde a deixar a cidade de Franca.

Com 100% de aproveitamento na primeira fase, o clube do Morumbi chega como favorito ao confronto. A equipe vem de vitórias por 6 a 2, 3 a 1 e 4 a 0 sobre Cruzeiro-DF, Sergipe e Botafogo-SP, respectivamente. O técnico André Jardine, contudo, prega o respeito máximo ao algoz de 2017.

"A Chapecoense tem um grande trabalho na base, com boa campanha no Brasileiro 2017, está no cenário nacional como um dos grandes times formadores. Demos 'azar' de já cruzar com um time tão bom tão cedo na competição. Mas buscaremos fazer um grande jogo e fazer uma boa atuação para que possamos chegar à terceira fase", analisou o treinador.

A Chapecoense, por sua vez, realizou uma campanha irregular para chegar à segunda fase. Após perder para a Ponte Preta (0 x 1) e empatar com o Araxá (1 x 1), o Verdão do Oeste só garantiu a vaga após bater a anfitriã Francana por 2 a 1 na última rodada.

"Os atletas se dedicaram ao máximo, estão de parabéns. Tiraram do fundo da alma essa classificação. Agora temos um confronto muito difícil contra o São Paulo", projetou o técnico Rodrigo Casarin.

O São Paulo está em busca do tetracampeonato na Copinha. Sua última conquista se deu em 2010, sob a liderança de Lucas Moura e Casemiro. O clube ainda detém os títulos das edições de 1993 e 2000.

Sem a mesma experiência do Tricolor, a Chape espera repetir o mesmo desempenho do ano passado, quando atingiu as quartas de final da Copinha. "É a quarta participação nossa na Copinha, aprendemos a disputar essa competição e, após uma grande campanha em 2017, chegamos novamente na segunda fase", disse Cezar Dal Piva, diretor da base.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade