0

Polícia prende sétimo suspeito de envolvimento na morte do jogador Daniel

15 nov 2018
20h13
atualizado às 21h19
  • separator
  • 0
  • comentários

Na manhã desta quinta-feira, a Polícia Civil de São José dos Pinhais (PR) prendeu o sétimo suspeito de envolvimento na morte do jogador Daniel Correa Freitas, ex-jogador do São Paulo. O suspeito é Eduardo Pukote Chiuratto, de 18 anos, que teria sido acusado por testemunhas de quebrar o celular de Daniel, de ter pego a faca utilizada no assassinato e de ter agredido o jogador.

Eduardo é amigo de Allana Brittes, filha do autor confesso do assassinato, o empresário Edison Brittes. Com a prisão dele, agora são sete suspeitos de envolvimento no crime, todos detidos temporariamente.

São eles: o autor confesso Edison Brittes, sua esposa Cristiana Brittes, a filha Allana Brittes - acusados de homicídio qualificado e coação de testemunhas -,  Igor King, David Vollero e Eduardo da Silva - que ajudaram no espancamento e estavam no carro de Edison no momento do assassinato.

Daniel Corrêa, de 24 anos, foi encontrado morto no último dia 27 em um matagal de São José dos Pinhais, no Paraná, com o pescoço cortado e o pênis decepado. O crime ocorreu depois da festa de aniversário de Allana Brittes, na noite anterior.

Dias depois do ocorrido, Edison Brittes se apresentou à polícia e assumiu a autoria do crime, afirmando que flagrou Daniel tentando estuprar sua esposa, versão já descartada pelo delegado responsável pelo caso, Amadeu Trevisan.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade