0

Jardine aprova estreia do São Paulo: "Saldo extremamente positivo"

11 jan 2019
01h57
  • separator
  • comentários

O São Paulo deixou uma boa impressão para o técnico André Jardine em seu primeiro desafio na temporada de 2019. Apesar da derrota por 2 a 1 diante do Eintracht Frankfurt-ALE, nesta quinta-feira, nos Estados Unidos, o treinador ficou satisfeito com o desempenho do seu time, que estreou na Copa Flórida.

"O saldo fica extremamente positivo pela entrega que a equipe teve, pela agressividade que é uma identidade que estamos buscando. O São Paulo já começa a mostrar um pouquinho a sua cara", avaliou, em entrevista coletiva.

Como já era previsto, Jardine começou o duelo com uma formação e terminou com outra completamente diferente. O duelo com os alemães marcou a estreia de seis dos sete reforços. No primeiro tempo jogaram Tiago Volpi, Hernanes e Pablo. No segundo, Igor Vinícius, Léo e Willian Farias.

Em uma falha de Bruno Peres, o atacante Ante Rebic abriu o placar para o Eintracht Frankfurt-ALE no primeiro tempo. No começo da etapa final, Nenê aproveitou cruzamento rasteiro de Diego Souza para empatar. Pouco depois, em um lance de infelicidade, Igor Vinícius marcou contra.

"O primeiro tempo a gente teve um pouco mais do controle do jogo e algumas situações importantes. No segundo tempo foi um pouco mais equilibrado, mas acho que fica um saldo bastante interessante por essa mudança de identidade que a gente quer", acrescentou, elogioso ao rival alemão.

"Era um jogo complicado porque o adversário tem um bom nível. Quando a gente assistiu os vídeos, eu fiquei bastante impressionado com a qualidade do Eintracht. É um time que está surpreendendo bastante no Campeonato Alemão e está em meio de temporada, descansou alguns dias, e a gente teve cinco dias de trabalho", ponderou.

Por fim, o treinador mostrou que o resultado não o fará desistir de suas convicções em relação ao estilo de jogo que pretende implementar no São Paulo. "Em todas as entrevistas eu tenho comentado que é desejo nosso uma equipe agressiva", afirmou, antes de completar.

"Tem que ser um time que coloque dificuldades para a posse de bola do adversário. E conseguimos, especialmente no primeiro tempo, colocar bastante dificuldade para eles. O São Paulo sempre se notabilizou em todos os seus grandes momentos na história por equipes que tinham muita competência com a bola no pé e esse é o nosso objetivo", concluiu.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade