PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Meu time

De sonho de criança a saída conturbada: a trajetória de Daniel Alves no São Paulo

Jogador chegou com status de principal contratação em 2019, teve um bom começo, mas caiu de rendimento e reclamou publicamente de dívidas do clube, que decretaram saída

11 set 2021 07h04
ver comentários
Publicidade

O dia seis de agosto de 2019 parecia marcar o começo de um casamento perfeito entre São Paulo e o lateral-direito Daniel Alves. Naquela data, o jogador, maior vencedor da história do futebol, se apresentava no Morumbi lotado com 44 mil pessoas e declarava seu amor pelo clube. No entanto, dois anos depois, o 'matrimônio' chegou ao fim.

Daniel Alves atuou dois anos pelo São Paulo, mas sua passagem foi abaixo do esperado (Foto: Divulgação/São Paulo)
Daniel Alves atuou dois anos pelo São Paulo, mas sua passagem foi abaixo do esperado (Foto: Divulgação/São Paulo)
Foto: Lance!

- Galera, eu só queria dizer para vocês que hoje o São Paulo não contratou um jogador. O São Paulo contratou um torcedor assim como vocês... Agradecer pelo momento que vocês estão me proporcionando, prometo retribuir com a mesma entrega. Espero que junto a gente possa devolver a alegria de fazer história com o São Paulo. Muito obrigado pela recepção. Chega de falar, e vamos fazer. Juntos, vamos fazer - disse Dani na sua apresentação.

A relação até que começou bem, com Dani dizendo que realizava um sonho de criança, defendendo o clube do seu coração. A primeira alegria foi logo em sua estreia. Diante do Ceará, no Morumbi, o novo camisa dez do São Paulo marcou o gol da vitória do Tricolor sobre o Ceará, por 1 a 0.

Pode-se dizer, inclusive, que esse momento foi o auge do relacionamento entre o clube e o atleta, que passou a cair de rendimento e colecionar polêmicas. Em 2020, o jogador foi flagrado tocando um instrumento musical com o braço que estava fraturado, quando desfalcou o São Paulo diante da LDU, pela Libertadores.

Nem mesmo o título do Campeonato Paulista, que tirou o São Paulo da fila de quase nove anos foi capaz de colocar a relação nos trilhos.

Após uma série de polêmicas, e sem render o que se esperava dele em campo, a situação que começou a acabar com o matrimônio entre Daniel Alves e o São Paulo foi a entrevista dada pelo jogador depois de conquistar a medalha de ouro nas Olimpíadas de Tóquio. Ali, Dani criticou o Tricolor e disse que o clube falhou com ele.

- Não acho que abandonei o São Paulo, muito pelo contrário, estou representando o São Paulo também. Quando cheguei ao São Paulo, deixei bem claro que ia devolver o São Paulo para o mundo, o mundo ia começar a falar do São Paulo, porque o mundo me tinha, ou porque o São Paulo me tinha. Eu sou um atleta do mundo, e sempre representando os clubes que estou. As pessoas falam porque não conhecem minha dedicação, entrega e respeito com o São Paulo, sendo que o São Paulo muitas vezes falhou comigo, e eu não falho com o São Paulo - disse, ao 'UOL Esporte'.

Essa declaração causou desconforto na torcida e na diretoria do São Paulo, já que nesse meio tempo, Dani foi desfalque em duelos importantes da Copa do Brasil e Libertadores. competição essa que o Tricolor foi eliminado pelo Palmeiras.

Sem o São Paulo pagar o combinado com ele na época da sua contratação, Daniel decidiu não se reapresentar ao time na última sexta-feira, medida que foi adotada como a gota d´água pela diretoria, que anunciou a saída do jogador. O valor da dívida gira em torno de R$ 11 milhões.

- Daniel Alves e Miranda estavam servindo a seleção brasileira e deveriam se apresentar hoje para começarem os treinamentos normais visando os próximos jogos. Miranda compareceu, treinou normalmente. Daniel Alves não compareceu. Fomos comunicados pelos representares que o Daniel Alves não retornará ao São Paulo até o ajuste da dívida financeira que o São Paulo tem com o atleta. Do ponto de vista do departamento de futebol, nós comunicamos, tomamos a decisão e comunicamos ao Hernán Crespo que Daniel Alves não estará mais a disposição para atuar no time do São Paulo - afirmou o diretor de futebol Carlos Belmonte, em vídeo divulgado pelo clube.

Sendo assim, o casamento acabou após pouco mais de dois anos, com Daniel Alves se despedindo do São Paulo com 95 jogos, dez gols e catorze assistências, com o título do Campeonato Paulista de 2021. Números abaixo do esperado para todas as partes.

Lance!
Publicidade
Publicidade