0
Logo do Paraná
Foto: Divulgação

Paraná

Paraná

Sem G4: vaiado, Inter empata com Paraná e tropeça 3ª seguida

Vinícius Costa / Futura Press
20 jun 2017
23h39
  • separator
  • comentários

Na gelada noite desta terça-feira em Porto Alegre, Internacional e Paraná fizeram uma partida fria, quase sem emoções, e empataram sem gols. O resultado deixou o Colorado na sexta colocação, com 14 pontos, enquanto o time paranaense acabou a nona rodada na oitava posição, com 13.

Foto: Wesley Santos / Gazeta Press

O técnico Guto Ferreira começou o jogo com o lateral Ceará na direita. Era a primeira partida em que o jogador iniciou como titular sob o comando do treinador. O Paraná não pode contar o meia Guilherme Biteco, que rompeu o tendão de aquiles, e vai ficar afastado dos gramados por pelo menos três meses. Sem Biteco, o jogador Renatinho foi o escolhido do técnico Cristian de Souza para iniciar o duelo da noite.

O Jogo – O Internacional começou a partida marcando a saída de bola do time do Paraná. Logo aos dois minutos de jogo, o Colorado teve uma oportunidade em cobrança de falta. O meia D’Alessandro cobrou e Rodrigo Dourado cabeceou para fora.

O jogo começou bastante faltoso, com o Internacional buscando o ataque, enquanto o time paranaense apostava nos contra-ataques, utilizando as laterais do campo. Quando os times chegavam na frente, pecavam no passe final para a conclusão a gol. Assim, o Colorado mantinha a posse de bola, e o Paraná se defendia, com perfeição.

Foto: Vinícius Costa / Futura Press

Sem criatividade para criar, o Inter tocava muito a bola, e o Paraná se contentava em mal passar do meio de campo. As duas equipes não concluíram no gol no primeiro tempo.

Aos 45 minutos, Renatinho ensaiou um boa conclusão com perna direita, mas a bola passou longe do gol de Danilo Fernandes, sem perigo. A primeira etapa terminou com vaias da torcida da casa, que foi ao Estádio Beira-Rio com frio de termômetros marcando abaixo dos oito graus.

Segundo tempo

O Internacional voltou com mudanças. O atacante uruguaio Nico López sentiu um desconforto muscular e foi substituído por Brenner. Além dele, o garoto Valdemir entrou no lugar de Ceará. Desta forma, o volante Fabinho foi recuado para atuar na lateral direita. Já o técnico Cristian optou por não fazer alterações no intervalo do jogo.

Foto: Vinícius Costa / Futura Press

O Colorado continuou pressionando a saída de bola dos paranaenses. Em choque com jogador adversário, no começo da segunda etapa, o atacante Eduardo Sasha sentiu o joelho e deixou o campo com dores. Marcelo Cirino entrou na vaga do companheiro.

Se a temperatura estava baixa no Beira-Rio, os jogadores tentaram esquentar o clima com um empurra-empurra no meio de campo, que resultou nos cartões amarelos para Felipe Alves e D’Alessandro.

A bola rolava pouco e o árbitro marcava muitas faltas. O jogo se concentrava praticamente no meio, com os atletas errando muitos passes e apostando nos lançamentos de longa distância. O Inter até tentava propor algo, mas a equipe paranaense estava muito postada atrás, o que dificultava o avanço colorado.

Aos 23 minutos, a torcida começou a perder a paciência com o time do Inter e vaias surgiram no Estádio Beira-Rio. Um minuto depois, o melhor momento da partida: D’Alessandro cobrou falta e o zagueiro Eduardo Brock cabeceou para trás, quase marcando contra. A bola passou rente ao poste direito de ataque e saiu pela linha de fundo.

Foto: Jeferson Guareze/Agif / Gazeta Press

O Paraná respondeu com o atacante Robson. O jogador fez bela jogada pela esquerda de ataque, mas se jogou tentando cavar um pênalti e perdeu uma boa oportunidade de abrir o placar, além de receber o cartão amarelo por simulação.

O Paraná tomou gosto pelo jogo no final da partida. Aos 37 minutos, em cobrança de falta, o atacante Brenner tentou ajudar na marcação, mas cabeceou para trás e Rafael Lucas chutou mal, longe do gol.

A melhor chance do jogo veio aos 43 minutos. Em cobrança de falta de Robson, o goleiro Danilo Fernandes saltou para salvar o Internacional da derrota, mandando a bola para escanteio. Após o apito final, o elenco colorado foi muito vaiado pela torcida.

Agora, o Internacional tem pela frente um duelo gaúcho. No sábado, às 16h30 (de Brasília), o Colorado vai até Pelotas enfrentar o Brasil, no Estádio Bento Freitas. Na sexta-feira, o Paraná encara o Criciúma, no Estádio Heriberto Hülse, às 21h30. As duas partidas são válidas pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 0 X 0 PARANÁ

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 20 de junho de 2017, terça-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence e Edson Antonio de Sousa (Ambos de GO)
Público: 12.137 (10.651 pagantes)
Renda: R$ 191.930,00
Cartões amarelos: Klaus, Uendel, D’Alessandro, Rodrigo Dourado, Carlinhos (Internacional); Cristovam, Felipe Alves, Robson (Paraná)

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Ceará (Valdemir), Klaus, Danilo Silva, Carlinhos; Rodrigo Dourado, Fabinho, Eduardo Sasha (Marcelo Cirino), D’Alessandro, Uendel; Nico López (Brenner).
Técnico: Guto Ferreira

PARANÁ: Richard, Cristovam, Rayan, Brock e Igor; Leandro Vilela, Gabriel Dias, Minho (Jhony) e Renatinho (Luiz Otávio); Robson e Felipe Alves (Rafael Lucas).
Técnico: Cristian de Souza

Confira abaixo os resultados:

Náutico 2 X 3 Goiás
Juventude 1 X 2 Brasil de Pelotas
Paysandu 0 X 0 Boa Esporte
Londrina 0 X 1 Criciúma
América-MG 1 X 0 Santa Cruz
Figueirense 2 X 3 Luverdense
ABC 1 X 3 CRB
Vila Nova 1 X 1 Ceará
Internacional 0 X 0 Paraná
Guarani 0 X 0 Oeste

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade