0

Sensibilizado, Palmeiras se dispõe a pagar viagem de volta do Galvez-AC

14 jan 2019
12h00
  • separator
  • comentários

Após a derrota para o Palmeiras por 3 a 0 no último domingo e a consequente eliminação da Copa São Paulo de Juniores, o treinador Oziel Moreira, do Galvez, do Acre, expôs em entrevista os problemas financeiros da equipe e a falta de passagens para o retorno à terra natal. Sensibilizado, o Palmeiras decidiu ajudar o adversário, custeando a viagem e ajudando com equipamentos.

De acordo com o Globoesporte.com, a diretoria do Palmeiras decidiu, além de pagar a viagem de volta da delegação para o Acre, oferecer bolas e chuteiras. No retorno à São Paulo, jogadores e comissão técnica ainda conhecerão o Allianz Parque.

O Galvez, por sinal, teve uma campanha na Copinha marcada pela superação. Isso porque, antes do início da competição, cinco atletas sofreram com um surto de caxumba e não puderam ficar à disposição, fazendo com que a delegação fosse composta por apenas 20 atletas. Além disso, apenas dois membros de comissão técnica viajaram para São Paulo por falta de recursos: o treinador, Oziel Moreira, e o preparador físico Marco Aurélio.

Quando desembarcou em Capivari, sede da primeira fase, o Galvez ainda conseguiu a ajuda de um médico local para trabalhar com o time. E todo o esforço foi exposto pelo treinador após a eliminação. "Queria pedir desculpas para o povo do Acre por não conseguir levar o time para a quarta fase. Nós viemos na raça, sem apoio de ninguém. Não temos passagem para voltar ainda", disse Oziel.

Ainda segundo o treinador, o time chegou à São Paulo com as passagens de volta compradas para o fim da fase de grupos. Entretanto, com a classificação, o Galvez perdeu os bilhetes e conseguiu apenas um reembolso de 30% do valor pago. Na primeira fase, o time venceu dois de três jogos e passou em segundo da chave que tinha justamente o algoz Palmeiras.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade