2 eventos ao vivo

Líder do Brasileirão, Palmeiras tem seu melhor começo da história

19 jun 2019
09h05
atualizado às 09h05
  • separator
  • comentários

Com a vitória do Palmeiras sobre o Botafogo por 1 a 0 confirmada no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta terça-feira, o Verdão garantiu a marca de 25 pontos na ponta do Brasileirão durante a parada para a Copa América. O número é um recorde do Alviverde na competição e amplamente maior que os resultados nas campanhas dos títulos brasileiros do clube na era dos pontos corridos.

A marca de 2019 é 11 pontos superior a de 2018, quando o Palmeiras se sagrou decacampeão nacional. O time na época, tinha quatro vitórias, dois empates e três derrotas, contra os oito triunfos e um empate deste ano. Em relação a campanha do título de 2016, a atual é seis pontos melhor.

Uma das principais diferenças do Verdão deste ano para 2018 e 2016 é a defesa. O sistema defensivo palmeirense só levou dois gols neste Brasileirão, acumulando 16 de saldo. Em 2016, a equipe havia sofrido dez gols, com nove de saldo, enquanto em 2018 foram oito gols sofridos, com saldo de cinco.

Ainda no comparativo com as duas últimas campanhas dos títulos brasileiros, o Palmeiras de 2016 só igualou a pontuação deste ano na 12ª rodada, já em 2018, o Verdão chegou aos 26 pontos apenas na 16ª rodada do torneio nacional.

Confira todas as campanhas do Palmeiras no Brasileiro até 9ª rodada:

2019: 1º colocado - 25 pontos (8 vitórias, 1 empate, 0 derrotas) - 18 gols pró, 2 gols contra, 16 de saldo - 92,6% de aproveitamento

2018: 7º colocado - 14 pontos (4 vitórias, 2 empates, 3 derrota) - 13 gols pró, 8 gols contra, 5 de saldo - 51,9% de aproveitamento

2017: 9º colocado - 13 pontos (4 vitórias, 1 empate, 4 derrotas) - 12 gols pró, 8 gols contra, 4 de saldo - 48,1% de aproveitamento

2016: 1º colocado - 19 pontos (6 vitórias, 1 empate, 2 derrotas) - 19 gols pró, 10 gols contra, 9 de saldo - 70,4% de aproveitamento

2015: 11º colocado - 12 pontos (3 vitórias, 3 empates, 3 derrotas) - 12 gols pró, 8 gols contra, 4 de saldo - 44,4% de aproveitamento

2014: 11º colocado - 13 pontos (4 vitórias, 1 empate, 4 derrotas) - 8 gols pró, 10 gols contra, -2 de saldo - 48,1% de aproveitamento

2013: Estava na Série B

2012: 19º colocado - 6 pontos (1 vitórias, 3 empates, 5 derrotas) - 8 gols pró, 11 gols contra, -3 de saldo - 22,2% de aproveitamento.

2011: 4º colocado - 18 pontos (5 vitórias, 3 empates, 1 derrota) - 16 gols pró, 6 gols contra, 10 de saldo - 66,7% de aproveitamento

2010: 11º colocado - 12 pontos (3 vitórias, 3 empates, 3 derrotas) - 10 gols pró, 10 gols contra, 0 de saldo - 44,4% de aproveitamento

2009: 4º colocado - 16 pontos, (4 vitórias, 4 empates, 1 derrota) - 15 gols pró, 10 gols contra, 5 de saldo - 59,3% de aproveitamento

2008: 5º colocado - 17 pontos (5 vitórias, 2 empates, 2 derrotas) - 14 gols pró, 9 gols contra, 5 de saldo - 63% de aproveitamento

2007: 8º colocado - 14 pontos (4 vitórias, 2 empates, 3 derrotas) - 12 gols pró, 12 gols contra, 0 de saldo - 51,9% de aproveitamento

2006: 1º colocado - 19 pontos (6 vitórias, 1 empate, 2 derrota) - 19 gols pró, 10 gols contra, 9 de saldo - 70,4% de aproveitamento

2005: 16º colocado - 10 pontos (3 vitórias, 1 empate, 5 derrotas) - 14 gols pró, 15 gols contra, -1 de saldo - 37% de aproveitamento

2004: 6º colocado - 15 pontos (4 vitórias, 3 empates, 2 derrotas) - 18 gols pró, 7 gols contra, 11 de saldo - 55,6% de aproveitamento

2003: Estava na Série B

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade